A soltura dos réus, presos no âmbito da Operação Xeque-Mate, aprovada através de parecer do Ministério Público da Paraíba (MPPB) pode ser decidida até a próxima sexta-feira (19). É o que assegurou a juíza Higyna Josita Simões de Almeida, que assumiu a função do juiz titular Henrique Jácome de Figueiredo, que entrou de férias.

A expectativa da defesa dos réus Wellington Viana França (Leto Viana), Leila Maria Viana do Amaral, Antônio Bezerra do Vale Filho, Lúcio José do Nascimento Araújo e Tércio de Figueiredo Dornelas Filho é de que eles pudessem ser soltos ainda hoje, probabilidade refutada pela magistrada.

“Possivelmente decidirei até sexta-feira. Não sairá hoje”, disse.

Segundo o parecer do MPPB não há mais necessidade de se manter a prisão dos referidos réus que, caso a decisão da juíza seja favorável, poderão contar com recolhimento domiciliar no período noturno (22h às 6h do dia seguinte), com as restrições de não se ausentarem dos limites da Comarca de Cabedelo e João Pessoa sem autorização judicial e não frequentar bares e casas de jogos de azar.

A medida não se aplica ao empresário Roberto Santiago, que continuará preso.

Redação
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário