A Coordenadoria de Comunicação (CODECOM) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) lançou oficialmente, em evento realizado no 1º andar do Prédio Administrativo da Instituição, no Câmpus de Bodocongó, a 13ª edição do Festival Audiovisual de Campina Grande – Comunicurtas UEPB.

O lançamento foi feito pelo coordenador geral do festival, jornalista Hipólito Lucena, e contou com a presença do pró-reitor de Extensão, professor José Pereira; do pró-reitor de Cultura, professor José Cristóvão de Andrade; da pró-reitora Estudantil, professora Núbia Nascimento; além do chefe e da chefe adjunta do Departamento de Jornalismo, professores Orlando Ângelo e Salete Vidal; bem como estudantes de jornalismo e profissionais da Coordenadoria de Comunicação da Universidade.

Ao apresentar as novidades do Comunicurtas 2018, Hipólito disse que, este ano, o festival tende a ser realizado com o mesmo brilho, vigor e grandeza das edições anteriores. Ele enfatizou que o festival acontecerá em tempos difíceis e de crise financeira, tendo como marca registrada a resistência da Instituição. Hipólito ressaltou que o evento será realizado praticamente sem custos para a UEPB, graças às diversas articulações feitas pela CODECOM e que viabilizaram importantes parcerias com instituições públicas e empresas privadas. Entre os parceiros, estão confirmados: Sebrae, Ministério Público do Trabalho, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Creduni, Governo do Estado e Ministério da Cultura.

O chefe de Departamento de Jornalismo da UEPB, profesor Orlando Ângelo, destacou a importância do festival para a divulgação da produção audiovisual, mas, especialmente, por consistir em um espaço de formação dos estudantes de jornalismo que se envolvem no evento. Ele observou que o Comunicurtas nasceu no DECOM, mas cresceu tanto que necessitou que a Universidade o abarcasse. Ele também destacou que o festival acontecerá em tempos de crise, o que mostra a força da Universidade em resistir as adversidades.

A pró-reitora Estudantil, professor Núbia Nascimento, e o pró-reitor de Extensão, José Pereira, também falaram da importância do evento como espaço para o engrandecimento intelectual dos estudantes. A edição 2018 do Comunicurtas UEPB acontecerá entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro, no Cine São José e na Central de Integração Acadêmica da UEPB, em Campina Grande. Na edição 2018, o festival conta com as mostras competitivas “Tropeiros da Borborema”, “Brasil”, “Estalo”, “A Ideia é….”, “Tropeiros de Telejornalismo”,“Som da Serra”, “Filmes do mundo” e “Longa Metragem”. Mais uma vez as mostras não competitivas integram o festival. São elas: “Filmes convidados” e “Feliz Idade”.

A grande novidade desta edição é a Mostra Especial Tropiqueers, que exibirá produções cinematográficas independentes ou de coletivos, com temáticas voltadas às questões de gênero, sexualidade, raça, etnia e origem geográfica, alinhando a produção artística com o fazer político. Esta Mostra contará com 10 exibições em sala individual com classificação indicativa a partir de 16 anos (sendo cinco curtas convidados e cinco selecionados pela comissão do festival), debates e rodas de conversa anteriores e posteriores às exibições.

A perspectiva é de que, este ano, mais de 500 filmes sejam inscritos em todas as categorias. No primeiro dia de inscrição, já foram recebidos 25 trabalhos. As produções podem ser inscritas até o dia 17 de outubro, através de preenchimento de formulário eletrônico, disponível no site http://sites.uepb.edu.br/comunicurtasuepb. Elas passarão por uma seleção e apenas os classificados serão exibidos no festival e concorrerão aos cobiçados troféus. Além das mostras competitivas, o festival mais uma vez contará com a realização de oficinas, debates, mesas redondas e workshops. Uma das oficinas já confirmada será “Cinema Instantâneo” a ser ministrada pelo cineasta Antônio Fargoni.

Nascido no Departamento de Jornalismo da UEPB, o Festival Audiovisual de Campina Grande – Comunicurtas UEPB – transpôs as fronteiras da Rainha da Borborema e se tornou itinerante, já tendo percorrido as cidades de Remígio, Umbuzeiro, Queimadas, Taperoá, Patos e Ingá. Durante o lançamento, a jornalista Carolina Santos fez um balanço do trabalho realizado nas cidades e enfatizou que o evento, além de formar plateias, motiva a população local a produzir os próprios filmes e, assim, se veem na tela gigante. Vitrine para os cineastas, produtores, atores e diretores, o Comunicurtas UEPB é um dos mais importantes festivais da região e tem a finalidade de formar plateias e incentivar o gosto da população pela sétima arte.

Assessoria

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cantor Lenine encerra o 44º Festival de Inverno de Campina Grande

Após uma semana de muita cultura e arte, termina nesta sexta-feira (23), O 44º Festival de Inverno de Campina Grande (FICG). A atração na noite de encerramento será o cantor…