A Paraíba o tempo todo  |

Saúde de JP alerta sobre a importância do esquema vacinal que previne a meningite

Como parte do programa preventivo do Sistema Único de Saúde (SUS), a Prefeitura de João Pessoa oferta nas Unidades de Saúde da Família (USF), Policlínicas e Centro Municipal de Imunização, a vacina que previne contra meningite tipo C e ACWY. O sorogrupo, representado nas letras que denominam os tipos de meningite, retrata as diversas categorias de bactérias que causam a doença. A principal forma de prevenção é por meio da vacinação.

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave e pode levar ao óbito. “A prevenção por meio da vacinação é importante, porque há um risco de contrair meningite entre crianças menores de cinco anos, principalmente até um ano, no entanto pode acontecer em qualquer idade”, explicou Fernando Virgolino, enfermeiro e Chefe da seção de Imunização da Prefeitura.

Na programação vacinal de rotina, a proteção à meningite acontece com doses na infância, aos 3, 5 e 12 meses de idade, com um reforço na adolescência, aos 11 e 12 anos. “As duas vacinas são ofertadas pelo SUS em faixas etárias diferentes, por isso é muito importante os pais e responsáveis se atentarem ao tempo de aplicação de cada dose e ao retorno aos serviços de saúde dentro do prazo da dose de reforço ou complementar, para completar o esquema de imunização e garantir a proteção desse grupo”, completou.

No Brasil, a meningite é considerada uma doença endêmica. Casos da doença são esperados ao longo de todo o ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. A ocorrência das meningites bacterianas é mais comum no outono-inverno e das virais, na primavera-verão.

Dados – De acordo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SinanNet) do Ministério da Saúde (MS), entre 2019 e 2021 foram 24 casos confirmados de meningites em João Pessoa e oito óbitos.

No Brasil, entre 2007 e 2020, foram notificados 393.941 casos suspeitos de meningite. Destes, foram confirmados 265.644 casos de várias etiologias, sendo a meningite viral mais frequente (121.955 casos), seguida pela etiologia bacteriana (87.993 casos). Destas, as mais frequentes foram: meningites por outras bactérias (40.801 casos); doença meningocócica (26.436 casos); meningite pneumocócica (14.132 casos); meningite tuberculosa (4.916 casos) e meningite por H.influenzae (1.708 casos).

Ainda, de acordo com o levantamento, no período de 2007 a 2020, os sorogrupos mais frequentes foram o C (8.811 casos); B (2.662), W (815 casos) e Y (215 casos). Observou-se ocorrência de 5.581 óbitos, resultando em uma taxa de letalidade total de 21% e, no período da análise, variou entre 20% e 24%.

Da Redação com Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe