Fortaleza começa a colocar em prática nesta sexta-feira (8) o chamado “lockdown”, com medidas mais restritivas de tráfego e circulação de pessoas como forma de conter o avanço do novo coronavírus.

Esta é a terceira capital do país a adotar a medida, depois de Belém (PA) e São Luís (MA). Ao todo, são 15 cidades do Pará, do Maranhão e, agora, do Ceará (veja mapa abaixo). A estratégia impede a circulação de pessoas em espaços públicos, com exceção para os serviços essenciais (veja abaixo lista do que funciona e do que será permitido em Fortaleza).

O lockdown tem sido sugerido por especialistas e analisado pelo poder público em outras cidades do país, como Rio de Janeiro, onde o sistema público de saúde está perto do colapso. Na próxima semana, começa a valer também para Niterói (RJ).

Ao menos 18 estados e o Distrito Federal já haviam anunciado para maio a ampliação das medidas de restrição para conter o novo coronavírus.

Nesta quinta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) acompanhado de empresários para se reunir com o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, e fez um apelo para que as medidas restritivas sejam amenizadas para garantir o funcionamento de setores da economia.

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PMCG promove dia D de vacinação para motoristas de táxi, moto e transporte escolar

A Prefeitura de Campina Grande realizará nesta terça-feira, 26, na sede da STTP, uma campanha de vacinação contra a gripe H1N1 para taxistas, mototaxistas e motoristas de transporte escolar cadastrados,…

Técnica de enfermagem do Hospital de Trauma da capital morreu neste domingo

Por meio do perfil oficial do Hospital de Trauma foi emitido uma nota de pesar, no qual a direção da unidade lamenta a morte da técnica de enfermagem Renata Sylvia…