Plenário – Pequeno Expediente

Aprovada em 2º turno no Senado Federal na última terça-feira(22), o texto da reforma da Previdência apresentado ao parlamento nacional pelo governo do presidente da República Jair Bolsonaro, na avaliação do deputado federal paraibano Hugo Motta (MDB) não reduz privilégio, justificativa mais utilizada pelo presidente para a aprovação da matéria.

Motta vou contra o texto e avaliou que os menos favorecidos serão os mais penalizados com a nova proposta. O deputado analisou que a reforma da previdência não apresenta melhorias para a população que mais necessita.

– Eu votei contra a reforma da Previdência porque não acredito que essa atenda aos anseios do nosso estado. Na minha avaliação, o texto penaliza os mais carentes, não combate verdadeiramente os privilégios. Nós estamos convicto de que nossa posição foi a mais acertada e por isso votamos contra”.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito de Uiraúna paga fiança e aguarda alvará de soltura

O prefeito afastado de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes, pagou fiança de R$ 522,5 mil estipulada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello. No entanto, ainda não…

Bolsonaro precisa fazer eletrocardiograma todo dia por uso da cloroquina

Apesar de garantir que está “perfeitamente bem” no tratamento contra a covid-19, por tomar doses de hidroxicloroquina, o presidente Jair Bolsonaro precisa de avaliações cardiológicas devido ao uso do medicamento.…