O deputado federal Ruy Carneiro confirmou o interesse em concorrer à Prefeitura Municipal de João Pessoa.

De acordo com o parlamentar ele prega a conversa e entendimento entre o aglomerado político ao qual faz parte, entretanto seu nome é consenso na sigla e sua indicação deve ser reforçada e apresentada durante as tratativas para o pleito de 2020.

“Ruy Carneiro é sim pré-candidato. O entendimento do partido não só para Campina Grande como para João Pessoa é de que nós queremos ter candidatos a prefeito no maior número de municípios” declarou.

Indagado sobre como se dará essa estratégia da sigla, haja vista o PSDB é aliado do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo, do PV, que já declarou que o candidato do grupo deve sair de dentro da sua sigla, Ruy destacou a boa relação que tem com o gestor municipal, mas declarou que caso a situação não chegue a um denominador comum, mais de um nome podem ser apresentados.

“Nós temos uma relação muito boa com o prefeito. Acho que ele faz uma boa gestão, não é perfeita porque perfeição não existe, mas ele avançou bastante, enfim houve um avanço em várias áreas, temos uma boa relação com o prefeito e o que sugerimos é que esse agrupamento de partidos sente-se a mesa apresente seus nomes e vamos analisar quais são os nomes viáveis para ganhar a eleição” disse.

Sobre o prazo para indicação dos nomes, Ruy defendeu os meses de março e abril.

“Eu acho que entre março e abril se houver o consenso em relação ao nome ou lançar mais de um e ver como eles estão se comportando diante o eleitorado, acho que é o momento certo” concluiu.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano destaca a importância da união do Podemos com o PTB

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) elogiou a inciativa das direções estaduais do Podemos e do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), na Paraíba, de se unirem para as eleições municipais…

Ruy tacha de ‘velha política’ agressões de RC contra João: “Não tem mais cabimento”

A população da Paraíba espera que as lideranças do Estado adotem um novo padrão de postura política na convivência com os adversários, de respeito, sem agressões, sem violência, sem ataques…