Mesmo com a prerrogativa dada pela Justiça Eleitoral de poder 'furar' a fila da votação para votar primeiro que os cidadãos que não são candidatos, a professora e candidata ao Governo da Paraíba, Rama Dantas do PSTU, decidiu esperar na fila, assim como os demais eleitores, para esperar a sua vez de votar. 

Rama tentou votar pela manhã, às 10h, de hoje, no Colégio Geo Sul, no bairro dos Bancários, em João Pessoa, mas a urna da seção em que ela é cadastradas apresentou defeitos.

"Não acho justo eu passar à frente do cidadão, que não é melhor nem pior que eu. Vou esperar na fila e vou votar como qualquer um. Acho um absurdo os candidatos que passam na frente", disse.

Para Rama, a campanha foi um momento rico de interação com o povo discutir que as eleições não muda vida, e sim os trabalhadores quem tem esse poder.

"Temos que fazer com que os que estão aí percebam que a gente não aguenta mais essa situação que estamos vivendo', disparou.

 

PB Agora

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Luppi: em caso de tratativa para filiação de Azevêdo, diálogo deverá ser feito por Lígia

Durante entrevista a uma emissora de rádio paraibana na tarde desta segunda-feira (20), o presidente nacional do PDT, Carlos Luppi negou convite para o governador da Paraíba, João Azevêdo (sem…

Cartaxo conversa com aliados sobre eleições, mas não abre mão do PV na cabeça de chapa

Durante solenidade na manhã desta segunda-feira (20), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) revelou que iniciará esta semana ao diálogo com os partidos aliados visando as articulações para…