A Paraíba o tempo todo  |

João admite distanciamento entre ele e Lígia Feliciano e não descarta que ela seja sua oponente nas eleições 2022

O governador João Azevêdo (Cidadania), durante entrevista à Rádio Arapuan FM, admitiu um certo distanciamento entre ele e a sua vice-governadora, Lígia Feliciano (PDT). Ele disse que foi uma “decisão dela” e que provavelmente isso se deu a uma postura de proteção da família Feliciano com relação ao coronavírus.

“Isso é uma decisão dela. Desde o ano passado, quando começou a pandemia, ela se recolheu junto com a família para se proteger, provavelmente, e posteriormente, quando ela contraiu a doença, e o deputado Damião também contraiu, inclusive num grau mais sério, houve uma retração total da família e vocês da imprensa, com certeza, não conseguiram nem informações sobre o estado de saúde do deputado”, avaliou.

Ao ser questionado sobre acreditar em uma possível candidatura de Lígia ao Governo do Estado, João foi enfático:

“Acredito.”

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Total
      1
      Compartilhe