A visita da futura candidata à sucessão de Lula Dilma Rousseff acabou criando um engarrafamento no pequeno aeroporto de Salgueiro.

Um total de 19 aeronaves, jatinhos executivos, estavam estacionados por lá. Agora, eles começam a decolar para Juazeiro, que tem melhores condições de pouso e decolagem, uma vez que a ministra atrasou muito e ficaria mais difícil para os empresários decolarem de lá.

A vistoria mobiliza cerca de 40 presidentes e diretores das empresas contratadas para os 14 lotes nos quais foi dividida a construção dos grandes canais dos eixos Norte e Leste, que levarão a água do “Velho Chico” ao Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Pernambuco.

O propósito do ministro Geddel Vieira Lima é aumentar o ritmo dos trabalhos, apesar do Projeto São Francisco estar cumprindo o cronograma.

“Quero essa inspeção conjunta para cobrar celeridade e pedir empenho redobrado nesse momento de crise econômica”, explicou Geddel, no site do minitério. Segundo sua assessoria, ele que convidou Dilma para acompanhá-lo aos municípios pernambucanos de Cabrobó e Floresta, onde se realizam as obras do Projeto São Francisco.

Na mesma cidade, no próximo dia 12 de fevereiro, o presidente Lula já tem visita agendada, mas para anunciar novidades em torno da transnordestina.
 

 

 

Blog do Jamildo

JC Online

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano consegue 40 respiradores para CG e JP, junto ao Ministério da Saúde

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) conseguiu viabilizar, junto ao Ministério da Saúde, a destinação de 40 respiradores mecânicos para a Paraíba, sendo que 20 serão para Campina Grande…

Covid-19: prefeito Zenóbio Toscano segue internado e quadro de saúde é estável

Afastado da prefeitura de Guarabira desde o mês de maio de 2019 para se recuperar de um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI), o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB) segue internado, após…