Recém-empossada na Secretaria de Articulação Governamental da Paraíba, a deputada estadual Iraê Lucena (PMDB) garantiu na manhã desta sexta-feira (20), em entrevista ao Portal PB Agora, que o governador José Maranhão (PMDB) vai manter o compromisso de providenciar a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

“Com certeza vamos revogar porque essa sempre foi uma bandeira da oposição ao governo Cássio e ela continuará de pé”, declarou Iraê Lucena. O TCM foi criado em 1994 e a base do governo Cássio defendeu sua instalação. A proposta causou reação negativa da oposição na época, bem como dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), para quem seria desnecessário um novo Tribunal de Contas na Paraíba.

A nova secretária de Articulação Governamental disse que o atual presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz, anunciou que vai solicitar uma audiência com Maranhão para, entre outros assuntos, discutir o andamento do projeto de revogação do TCM, matéria que tramita na Assembleia. A bancada cassista chegou a acusar os maranhistas de trabalharem o retardamento da extinção do TCM para que o projeto possa ser usado por Maranhão.

Na entrevista, Iraê disse acreditar ainda que a relação entre o governador Maranhão e o atual presidente da Assembleia, Arthur Cunha Lima (PSDB), primo de Cássio, será pautada pela harmonia. “Acredito que o clima deve ser o melhor possível, pois a Paraíba e os paraibanos não podem sofrer mais do que sofreram”, declarou.

Iraê disse ainda que já se reuniu com o líder da situação, Gervásio Filho (PMDB), para discutir as primeiras medidas adotadas pelo atual governador. Entre elas, a prioridade na recuperação de 26 hospitais instalados na Paraíba.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vené anuncia emenda de R$ 1,3 mi para compra de Tomógrafo em Picuí

Veneziano anuncia em Picuí emenda de R$ 1,3 milhão para aquisição de Tomógrafo e mais R$ 200 mil para o Hospital Regional O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) participou…

Opinião: em baixa, Cartaxo acende vela para RC e João na tentativa de continuar “vivo” na política

A história é cíclica ou retilínea? Isto é: ela está imersa na concepção que o ser humano pode agir de forma afetiva para “reproduzir” ações do passado, ou tudo foge…