Por pbagora.com.br

A disputa interna pelo controle do PMDB em João Pessoa, entre o deputado federal Manoel Junior e o deputado estadual Gervásio Maia parece inevitável. Os dois peemdebistas também travam uma briga interna para saber quem será o preferido da legenda para encabeçar a chapa que disputará a Prefeitura de João Pessoa em 2016. 

 Mal chegou e Brasília o senador José Maranhão (PMDB) que também preside a sigla no Estado já foi cobrado por pemedebistas que querem o cumprimento do acordo que passaria o comando do partido na capital do deputado Manoel Júnior para o também deputado Gervásio Maia.

Gervásio Maia cobra que Maranhão tome uma decisão sobre a condução do parlamentar à presidência do partido em JP, como teria sido acordado. O tempo do deputado federal Manuel Júnior à frente da legenda acabou no último dia 14. Entre “os cabeças” do PMDB, a tese de candidatura própria de Manoel vence. Mas, pelo menos nove, dos 13, apoiam o cumprimento do acordo que teria sido foi feito com Gervásio.

De acordo com o parlamentar, cabe agora ao presidente do partido, José Maranhão, decidir sobre o impasse entre ele e Manoel Júnior que, segundo o parlamentar, já está bastante tensionado.

“Esta corda já esticou demais. Eu não vou cobrar. Vou deixar todos os integrantes a vontade e, de acordo com a decisão do partido, cada um tome o seu rumo”, destacou o parlamentar.

Para Gervásio Maia, o senador José Maranhão já deveria “ter chamado o feito a ordem” para evitar o tensionamento que vem ocorrendo dentro da legenda.

 

Severino Lopes

PBAgora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça decreta bloqueio de bens de ex-presidente da Câmara de Cabedelo

A 4ª Vara Mista de Cabedelo deferiu a liminar requerida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e decretou a indisponibilidade dos bens até o limite de aproximadamente R$ 801 mil…

Efraim Filho destina quase R$1 milhão para construção de matadouro na PB

O prefeito de São Bento, Jarques Lúcio da Silva II, assinou, Na última quarta-feira (13), um contrato de repasse com a Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de R$ 995.000,00…