A Paraíba o tempo todo  |

Especialista comenta como a Covid-19 afeta as eleições municipais

O avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil levou a mudanças estruturais no calendário das eleições municipais de 2020. O primeiro turno passou de 4 de outubro para 15 de novembro. Nas cidades em que houver segundo, o pleito foi adiado para 29 de novembro. O impacto da crise sanitária, no entanto, vai além das datas. Muitos candidatos na Paraíba já contraíram o vírus o mais recente deles é o postulante à Prefeitura de João Pessoa (PMJP), Ítalo Guedes (Psol), que no último dia 23 apresentou sintomas da covid-19. Ao comentar este assunto o professor universitário George Avelino, comentou o impacto da pandemia nestas eleições.

As medidas necessárias para diminuir o contágio do vírus, como a proibição de aglomerações, tendem vem afetando um processo que normalmente se baseia em ações presenciais. É o caso de comícios, atos públicos e a campanha corpo a corpo, nos quais abunda o tipo de contato físico que hoje deve ser evitado, como apertos de mão e abraços. Segundo levantamento feito até ontem (26), além do postulante à Prefeitura de João Pessoa (PMJP), Ítalo Guedes (Psol), vários candidatos estiveram na mesma situação ou foram confirmados com o novo coronavírus. Em Campina Grande, o postulante à prefeitura Inácio Falcão (PCdoB) foi um dos primeiros a confirmar a contaminação. Neste final de semana, o prefeito de Guarabira e candidato à reeleição, Marcus Diogo, o candidato a vice-prefeito, Wellington Oliveira, e a deputada estadual Camila Toscano, além da ex-deputada estadual Léa Toscano, todos do PSDB, também testaram positivo para a covid-19.

A doença ainda foi atestada no deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) que está em campanha para Bruno Cunha Lima (PSD) em Campina Grande. Mortes também já foram registradas entre candidatos ao pleito deste ano por conta da covid-19. Neste mês de outubro, a professora e candidata a vereadora Rita Lopes, da cidade de Piancó, não resistiu aos sintomas graves da doença. Ela tinha 53 anos e estava em tratamento na cidade de Campina Grande. Quem também enfrentou a covid-19, mas perdeu a batalha, foi o empresário e candidato a vereador na cidade de Sousa, no Sertão, José Pabllo Figueiredo, de 34 anos.
O novo coronavírus ainda fez outra vítima entre os candidatos em João Pessoa, o ex-presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB), Ronaldo Miguel Beserra, que era candidato a vereador em João Pessoa pelo PSL. Ele esteve internado em um hospital particular da capital e tinha 45 anos.

Para o professor universitário George Avelino, tal ampliação de casos, influência de forma real as campanhas. “Como os que precisam mais de campanhas eleitorais são os desafiantes aos atuais detentores de cargos, ao restringir as estratégias eleitorais corpo a corpo, a pandemia deve favorecer os que já estão no poder, os incumbentes. Em outras palavras, devemos observar taxas de reeleição maiores que as anteriores. Outro ponto é que, dadas as circunstâncias, as redes sociais devem ser importantes formas de divulgação das candidaturas; mas, como em outros casos, isso vai funcionar melhor para os candidatos que já têm desenvolvido uma atuação na internet”, disse.

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe