Com as eleições 2018, batendo a porta o professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e cientista político, Lúcio Flávio, acredita que a reta final de campanha será marcada pelo elevado tom de agressividade, como forma de tentar convencer os eleitores indecisos de que seus opositores não merecem chegar a ocupar o poder.

 

Segundo o professor, a novidade no pleito deste ano fica por conta do aumento do volume das fake news nas mídias sociais e o grau de agressividade entre os eleitores, que se ofendem mutuamente em busca de desconstruir as candidaturas adversárias. “Por fim, caso ocorra de fato o segundo turno, como é previsível, vermos a ampliação da polarização no âmbito nacional e uma ampliação na violência, que possivelmente sairá das redes sociais e passará às ruas”, destacou o cientista político.

 

No caso específico da Paraíba, Lúcio Flávio destacou que caso as pesquisas se comprovem, o segundo turno será disputado entre forças políticas tradicionais, que se digladiam há 20 anos pelo poder, utilizando-se da máquina pública para alavancar suas candidaturas. Os cinco candidatos ao Governo da Paraíba, João Azevêdo (PSB), Lucélio Cartaxo (PV), Rama Dantas (PSTU), Tárcio Teixeira (Psol) e Zé Maranhão (MDB), partirão para o tudo ou nada nesta última semana de campanha antes da eleição do próximo domingo.

 

Nessa linha de atuação, o candidato Zé Maranhão disse que o foco na reta final será manter a credibilidade das propostas apresentadas e também realizando denúncias. “Vamos trabalhar intensamente nessa reta final, conversando com a população e também denunciando o que é preciso ser denunciado”, afirmou.

 

O candidato Lucélio Cartaxo vai na mesma linha de Maranhão. Ele disse que vai manter o foco no corpo a corpo conversando com a população de diversos municípios, bem como trabalhando para divulgar ao máximo as propostas de governo para o Estado. "Vamos ter uma semana bem intensa ao lado dos nossos companheiros de todo o Estado. As pessoas querem ouvir propostas e não troca de farpas", afirmou.

 

Já o candidato João Azevêdo disse que vai manter o planejamento da campanha que foi feita desde o início do processo eleitoral. Ele disse que o foco nessa reta final será na apresentação das propostas e nas conversas com os paraibanos. “É importante mantermos o planejamento, mas claro que vamos intensificar nossa campanha já que é a última semana antes das eleições. Nosso objetivo é mostrar aos paraibanos a importância da manutenção do projeto atual”, afirmou.

 

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do PT retoma agenda ‘Lula Livre’ e deixa defesa a RC em ‘stand by’

Ha pelo menos uma semana o presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo não faz nenhuma menção à defesa de Ricardo Coutinho nas redes sociais, voltando suas postagens apenas a…

Julian Lemos e Carlos Bolsonaro voltam a se agredir nas redes sociais

Em mais um dia de agressões mútuas o deputado federal paraibano e presidente estadual do PSL Julian Lemos, voltou a rebater declarações supostamente ácidas do vereador do Rio de Janeiro…