Após insucesso nas urnas, senador Cícero Lucena vive maior dilema da sua vida política, se tornar oposição a tudo: no âmbito federal, estadual e municipal
 

Mesmo com mais quatro anos de mandato em Brasília, o senador Cícero Lucena (PSDB), terá a partir de 2011, um dos maiores desafios da sua vida política. Terá que enfrentar a estrutura governamental nas três esferas de poder: no governo federal, estadual e municipal.
 

Na política nacional o primeiro insucesso: apoiou e foi coordenador regional da candidatura de José Serra (PSDB) à Presidência da República, suou muito a “camisa” amarela e de nada adiantou. No segundo turno, Dilma Rousseff (PT), sacramentou a disputa e agora se vê obrigado a integrar as fileiras da oposição.
 

Outra dificuldade do tucano, será na obtenção e liberação de emendas junto aos Ministérios em face do seu posicionamento político.
 

Na conjuntura estadual a situação não é diferente, Cícero viu seu maior “desafeto’ político, o socialista Ricardo Coutinho (PSB), conquistar a cadeira mais cobiçada do Estado: se tornar o futuro governador da Paraíba.
 

Outro fato que “azedou” ainda mais o relacionamento de “Cícero” com o “Mago” foi a participação do tucano em carreata patrocinada pelo governador José Maranhão (PMDB), que amargou a derrota no último pleito.
 

Em João Pessoa, a terceira oposição: mesmo sinalizando com parcerias administrativas com o prefeito Luciano Agra (PSB), onde encaminhou emendas para Capital, Cícero vê o bom desempenho do socialista na gestão municipal, como um obstáculo para um projeto futuro tornar-se novamente prefeito da Capital, pois em caso de concretização de sua candidatura, verá em Agra seu maior adversário, palanque que contará com a presença de Ricardo Coutinho e aliados.
 

Como paradigma, Cícero precisa afinar a sintonia com Cássio Cunha Lima (PSDB), convencer a ala do partido que o melhor caminho é a candidatura própria, sob pena de procurar outra legenda para entrar na disputa. Portanto Cícero terá grandes desafios e uma conjuntura nada favorável a partir de 2011.

Por fim o quarto dilema de Cícero: ser oposição ao partido que integra, o PSDB que elegeu o vice-governador Rômulo Gouveia. 

Henrique Lima

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF pede quebra de sigilo bancário de ex-prefeito no âmbito da Operação Andaime

No âmbito da Operação Andaime, deflagrada em 2015, o Ministério Público Federal (MPF) solicitou a quebra do sigilo bancário e fiscal do ex-prefeito de Santa Cruz (PB), Raimundo Antunes. De…

Julian ironiza facada de Bolsonaro e diz que partido virou máquina milionária

Um áudio vazado de uma reunião entre membros do PSL de Aracaju (SE) com a presença do vice-presidente nacional e presidente da sigla na PB o deputado federal Julian Lemos…