Por pbagora.com.br

Um cochilo da base governista de Ricardo Coutinho (PSB) na Assembleia Legislativa causou polêmica na Casa de Epitácio Pessoa nesta quarta-feira (04). O motivo da ‘confusão’ foi a aprovação, por unanimidade de uma matéria proposta pelo deputado estadual Caio Roberto (PR) que pedia um voto de repúdio ao Governador após declarações de que daria uma ‘surra de vara’ nos oposicionistas.

 

O parlamentar em tom irônico agradeceu aos parlamentares que aprovaram seu requerimento e destacou que os deputados entenderam que as declarações de Ricardo Coutinho não eram condizentes com o cargo de governador do Estado que ele ocupa.

 

"""Estou muito satisfeito e alegre porque os deputados entenderam que as declarações de Ricardo Coutinho não são cabíveis ao cargo de governador do Estado que ele ocupa. Fica aqui meu agradecimento aos parlamentares que aprovaram o requerimento por unanimidade", destacou Caio Roberto.

Líder do Governo nega ‘cochilo’ e diz que aprovação de voto de repúdio a RC na ALPB foi manobra política

O fato repercutiu e o líder do governo, Hervázio Bezerra (PSB) que acabou votando a favor da propositura reclamou até do deputado da base aliada, Edmilson Soares (PSB) que estava presidindo a sessão e que colocou a matéria de maneira rápida e sem discussão, mesmo tendo sido acordado anteriormente de que ela sairia da pauta.

 

"Pedimos para que a matéria fosse retirada e o presidente da sessão a colocou para votação de forma repentina, fato que nos surpreendeu. Esse voto é uma manobra política e faz parte do jogo político da Assembleia".

 

Após a polêmica armada, alguns deputados pediram para que na Ata da sessão fossem mudado seus votos e assim evitando a unanimidade da matéria. Foram eles: Hervázio, Carlos Dunga (PTB), João Gonçalves (PSD) e Domiciano Cabral (DEM).

 

PB Agora

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: como Bolsonaro, Nilvan perde discurso e não tem o “Bolsa Covid” beneficiando-o nas pesquisas eleitorais

O “Triste fim de Policarpo Quaresma”, que foi ao público em (1915), é considerada a obra-prima do escritor Lima Barreto. Em linhas gerais, o romance traça o destino tragicômico de…

Veja agenda dos candidatos a prefeito de João Pessoa nesta sexta-feira

A três dias do segundo turno das eleições para prefeito de João Pessoa, os dois candidatos, intensificam as atividades de campanha na busca ao voto. O debate da TV Cabo…