O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), delator do esquema do mensalão, afirmou nesta quarta-feira, em nota, após passar por exames no Instituto Nacional do Câncer (Inca), que agiu "pelo bem do Brasil".

Roberto Jefferson, condenado no processo do mensalão, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para cumprir sua pena em regime domiciliar, alegando que ainda precisa de cuidados médicos por conta do tratamento de um câncer no pâncreas.

O presidente do STF e relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, usará o laudo médico feito pelo Inca para decidir se Roberto Jefferson pode ou não cumprir a pena domiciliar.
Roberto Jefferson deixou o Inca sem falar com jornalistas e pediu desculpas à imprensa por ter mantido silêncio, segundo ele por recomendação do advogado.

“A pedido do meu advogado, devo permanecer em silêncio, em respeito à Justiça. Compreendo a dificuldade de vocês, mas, agora, é o melhor que posso fazer por mim. O que tinha que fazer pelo bem do Brasil, eu já fiz. Volto a falar com vocês assim que puder”, disse.

 

 

Terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano representa o Senado em evento de Turismo realizado em João Pessoa

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) esteve nessa sexta-feira (18), ao lado do governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), participando da abertura da 9ª edição do JPA Travel Market,…

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…