Recém-eleito presidente do PT em João Pessoa, Lucélio Cartaxo, que é irmão do prefeito da Capital Luciano Cartaxo (PT) decidiu se acostar as determinações do presidente da executiva estadual, Rodrigo Soares, e também deu um ultimato aos filiados da legenda para entregarem os cargos no Governo Ricardo Coutinho, caso contrário, serão todos expulsos da legenda.

Em entrevista na tarde desta quinta-feira (28), o dirigente disse que vai dar um prazo para todos os membros acatarem a decisão do partido.

“Não tem sentido mais o PT ter um projeto político e que os militantes, por mais que seja um deputado e secretário, tem que respeitar a base do partido”, diz.

De acordo com o petista o partido já fez uma reunião e tirou a nota da executiva com a resolução que pede aos filiados que deixem o governo Ricardo Coutinho.

“Estamos aguardando, já que tem o prazo para isso. O encontro nacional do partido acontece dia 12, 13 e 14 de dezembro e o que foi decidido pela militância do partido será referendado”, avisou.

Lucélio ainda deu um ultimato aos dissidentes: “Não faz sentido a gente ter filiados no PT que não obedecem a decisão do partido”, conta.

 

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereadora afirma que “pessoal de esquerda só pensa em sexo”

Os intensos debates entre as vereadoras Eliza Virgínia (PSDB) e Sandra Marrocos (PSB), que acontecem com frequência na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), ganharam mais um episódio nesta terça-feira…

2020: tucano garante pré-candidatura à PMCG independente de quem Romero apoie

Irredutível, o presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento de Campina Grande, vereador licenciado Nelson Gomes Filho (PSDB), garantiu que independentemente do candidato que o prefeito Romero Rodrigues (PSD) indicar, ele…