A decisão sobre o valor da alíquota aplicada para ser cobrada dos servidores ativos e inativos do Governo da Paraíba está nas mãos dos deputados estaduais. O esclarecimento foi dado nesta segunda-feira (16) pelo governador João Azevêdo (PSB), que alertou para a obrigatoriedade de se aprovar uma Reforma Previdenciária no âmbito do Estado a fim de que o executivo não incorra em desobediência civil.

De acordo com João, o Governo optou pelo projeto da aplicação da alíquota linear por isentar aposentados, pensionistas e reformados que ganham menos. Caso seja aplicada a alíquota progressiva, essas categorias, que antes estavam isentas, serão afetadas.

OUÇA

“Existem duas alternativas. Uma é aplicar a alíquota linear de 14% e a outra é aplicar uma alíquota progressiva de acordo com o que foi aplicado pelo governo federal. Evidentemente que para cada uma tem suas vantagens e desvantagens. O estado apresentou uma alíquota linear que protege os aposentados, pensionistas e reformados que ganham menos. Essa foi a intenção, entretanto será a Assembleia que dará a decisão final, se vota pela alíquota linear ou pela progressiva. A progressiva passa a cobrar de uma faixa que é isenta hoje, que é de quem ganha um salário mínimo até R$ 6 mil, mas estamos numa democracia e o que for decidido eu aceito. Agora só temos dois caminhos. Aplicar o que foi determinado ou desobediência civil e eu não vou fazer com que a Paraíba cometa desobediência para o Estado ficar sem receber recurso federal”, asseverou.

As declarações foram dadas a imprensa durante solenidade de lançamento da ‘nota cidadã’, no Palácio da Redenção.  O decreto com a regulamentação da campanha de prêmios foi publicado no Diário Oficial do Estado de sábado (14).
A finalidade da campanha é fortalecer o exercício da cidadania fiscal e a participação mais ativa do cidadão paraibano na exigência da nota fiscal no ato da compra de produtos. A campanha com prêmios em dinheiro visa também apoiar e estimular as compras no comércio local. Serão distribuídos R$ 60 mil em prêmios.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano destina emenda de R$ 2 milhões para ações de combate ao coronavírus na PB

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) destinou emenda parlamentar no valor de R$ 2 milhões para serem investidos nas ações de combate, prevenção e tratamento do Covid19, doença causada…

Efraim diz que rompimento do DEM com Palácio do Planalto não foi discutido pelo partido

Essa semana, após as últimas declarações do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido, sobre o coronavírus, principalmente o polêmico pronunciamento em que ele desconsidera a gravidade do avanço do…