A Paraíba o tempo todo  |

Mortos em confronto com polícia na PB realizavam roubo a bancos e carro-forte

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Os homens mortos em confronto com polícia na Paraíba faziam parte de quadrilha de roubo a bancos e carro-forte. Foi que garantiu o delegado Vitor Melo, da Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Organizado (Draco), foram três agências bancárias alvo dos criminosos em João Pessoa. A Polícia Civil trabalha na investigação da participação de mais integrantes da quadrilha.

Em uma coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (28), o delegado informou que a investigação começou no início deste ano e contou com o apoio das polícias Militar, Rodoviária Federal, Civil e Sistema Prisional. A quadrilha tinha como alvo as agências bancárias, carros-fortes e casas lotéricas. O delegado informou que da atuação dos criminosos é em João Pessoa, Campina Grande e no SErtão paraibano.

“Foi identificada uma casa que eles alugaram no bairro do Valentina. Essa casa era usada para guardar os veículos que seriam usados na ação criminosa. Então, por volta das 8h da manhã, uma equipe estava de campana nesta rua quando visualizou os criminosos que chegaram nesse veículo Gol de cor branca para buscar um veículo sandero de cor vermelha que estava na garagem. De lá partiram para a região de Campina Grande”, disse.

A operação – A troca de tiros aconteceu durante uma abordagem policial resultou na morte de três suspeitos, na BR-230, em Campina Grande, na noite desse domingo (27). A abordagem fazia parte de uma investigação da Polícia Civil de João Pessoa e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) contra um grupo suspeito de ataques a bancos.

Os policiais chegaram a levar os homens feridos para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas eles não resistiram aos ferimentos e morreram. Com os suspeitos, foram apreendidas quatro armas de fogo e maquinetas para cartão de crédito, segundo a polícia.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe