A empresa Elfa Medicamentos, que já apareceu em inquérito civil do Ministério Público da Paraíba (MPPB), teve um faturamento superior de mais de R$ 10 milhões em apenas dois anos e aparece numa lista de empresas procuradas para “fechar acordo eleitoral” com a candidatura de Lucélio Cartaxo (PV).

Segundo o MPPB, além da Elfa, também teriam sido procuradas a Tecnocenter, Especifarma, MegaMed, Tutto Limp, Depósito Geral de Suprimentos Hospitalares, Panorama e Diet Food, todas com interesse eleitoral.

Só à Elfa Medicamentos teriam sido pagos pela gestão do prefeito de João Pessoa, Luciano cartaxo, R$ 5.642.302,48 em 2019, e R$ 4.955.319,73 em 2018, conforme dados da Transparência da Prefeitura de João Pessoa. Em 2020, R$ 846.310,42 aparecem como “pagamento de restos” nas despesas do município.

Ainda de acordo com a denúncia do MPPB, o fornecimento de produtos para a Secretaria de Saúde de João Pessoa desde o início da gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PV), funciona através de um esquema chamado “vale”, onde, este, seria a entrega de material por parte de uma empresa com valor superior ao praticado no mercado. No entanto, mesmo mediante pagamento, as empresas não chegavam a realizar a entrega do material, ou faziam de forma parcial.

O Ministério Público Federal (MPF) recebeu a denúncia e em março de 2019 a arquivou devido a falta de subsídios para prosseguir com a investigação. A mesma denúncia foi protocolada no MPPB, que declinou da competência. Desta forma, a ação estaria mais uma vez com o Ministério Público Federal (MPF).

Em janeiro deste ano, a própria PMJP alegou que somente a ação investigativa junto ao MPPB foi arquivada. Porém, após a recusa do MP Estadual devido a falta de competência, já que se tratava de recursos federais, não há informação oficial sobre um novo arquivamento promovido pelo MPF.

 

PB Agora
com informações do ParaíbaJá

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid: PB quer testar 10% da população, afirma João Azevêdo

O governador da Paraíba, João Azevêdo, usou seu perfil numa rede social para anunciar a meta de testagem da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para a covid-19 (novo coronavírus).…

CG: cinemas e praças de alimentação continuam fechados em shoppings

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor Ministério Público da Paraíba (MP-Procon) realizou, esta semana, uma fiscalização nos três shopping centers localizados em Campina Grande para verificar se os…