A Paraíba o tempo todo  |

Covid-PB: não tem jeito, ou se radicaliza nas medidas ou vai morrer meio mundo

Não precisa ser um cientista para entender que o maldito coronavírus só se propaga através das pessoas, passando de uma para outra. Só existe uma forma de interromper essa cadeia: distanciamento, isolamento sociais e uso de máscaras.

Basta não ser um energúmeno negacionista para entender rapidinho.

Mesmo a pessoa estando vacinada duas vezes, precisa manter com rigor as medidas de saneamento. A imunização popular com a vacina é importantíssima, mas mesmo assim não se pode abdicar das medidas básicas.

Paraíba

Partindo destas constatações, fica claro porque a Paraíba voltou ao vermelho, e agora está entre os quatro Estados brasileiros onde a situação sanitária causada pelo coronavírus é a pior:

Se por um lado, parte da população não cumpre as normas básicas sanitárias, pelo outro as autoridades não têm coragem de radicalizar o necessário nas medidas restritivas. Aliás, não conseguem manter nem as previstas nos seus próprios decretos, que já não são lá grande coisa diante de um problema de tamanha proporção.

Certamente pressionadas pelo poderio econômico, estão sempre indo e voltando; baixa decreto, revoga decreto. E nesse vai e vem, o coronavírus toma conta…

É grave

A situação da pandemia na Paraíba é realmente grave, segundo as palavras do próprio governador João Azevêdo: “Os números continuam avançando.

Temos 85% de ocupação dos leitos na Paraíba. No Sertão já são 95%. Isso faz com que o sinal de alerta esteja aberto. Temos que continuar fazer os apelos de sempre. Só vamos vencer essa luta com o uso de máscara.

Entramos em um dos piores momentos da pandemia. Há uma aceleração muito rápida, temos vários casos de variantes diferentes no estado. É preciso que a população entenda que o uso de máscara é muito importante”, disse ele em entrevista.

Falta ao governador João Azevêdo apenas entender que a tal da flexibilização das medidas restritivas é um convite para que o coronavírus permaneça entre nós fazendo estragos.

Entender, ele entende, é claro. O que precisa mesmo é ter coragem de segurar a onda contra o capital e o coronavírus…

Ponto para João

O governador João Azevêdo marcou um gol de placa com essa primeira linha aérea com destino ao interior da Paraíba. O primeiro voo está previsto para o dia 8 de junho.
É um marco histórico na história dos transportes da Paraíba.

Só não é melhor porque não faz conexão Serraria.

A propósito, governador, e aquela estrada Serraria-Pilões vai ficar abandonada mesmo?!

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe