A Paraíba o tempo todo  |

Comunicação da PMCG diz que decisão judicial sobre decreto foi irracional

Foto: reprodução / youtube
CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Em texto divulgado pelo coordenador de Comunicação da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG), Marcos Alfredo afirmou que a decisão do juiz Alex Muniz Barreto pelo cumprimento do decreto estadual, que impõe medidas mais restritivas que o decreto municipal no enfrentamento à covid-19, foi “uma crítica à campanha publicitária da PMCG”.

Leia também:
Juiz critica atuação de Bruno e determina que PMCG cumpra decreto estadual
Bruno diz que vai recorrer de decisão que impõe medidas mais restritivas em CG

Veja vídeo:

Leia também:
Estado vai à Justiça contra flexibilizações em Bayeux, Cabedelo, Conde e Campina Grande

Para Marcos Alfredo, “o magistrado perdeu uma boa oportunidade de ser lógico, racional e menos passional”, escreveu.

Confira texto na íntegra:

Essa eu não entendi, mesmo!

Li, na íntegra, a decisão exarada pelo juiz plantonista Alex Muniz Barreto, da 1ª Vara de Fazenda Pública de Campina Grande, neste sábado, 13, determinando que o Município de Campina Grande adote o decreto estadual e suas restrições extremadas no enfrentamento à Covid-19.

Não vou aqui, como leigo, entrar no mérito em relação ao precário conteúdo jurídico e a superabundância de pontos de vista político-ideológicos da sentença do jovem magistrado. Isso, decididamente, será avaliado pela instância que vai receber o recurso do Município.

O que me deixou, de fato, confuso e perplexo na decisão do plantonista foi uma crítica em particular à campanha publicitária da @pmcgoficial, que está no ar e tenta sensibilizar as pessoas para se cuidarem e cuidarem de quem amam, neste momento crítico da pandemia, redobrando as medidas preventivas individuais e coletivas.

Para uma sentença que tem como principal objetivo obrigar o Município a adotar até o autoritário toque de recolher, essa crítica do juiz Alex Muniz não tem o menor sentido. O vídeo da campanha questão aborda, de forma chocante, a tragédia familiar do mundo real protagonizada justamente pelos que insistem em desrespeitar as normas básicas de proteção pessoal e social.

Acho que, nesse aspecto, o magistrado perdeu uma boa oportunidade de ser lógico, racional e menos passional.

Marcos Alfredo
Coordenador de Comunicação da Prefeitura de Campina Grande

 

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe