Terminou na noite desta segunda-feira (09) o julgamento do empresário Nelsivan Marques de Carvalho, acusado de mandar matar um casal durante a própria festa de casamento deles.

O crime ocorreu em 29 de março de 2014, quando Washington Luiz Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira foram assassinados a tiros na saída da festa.

Nelsivan foi condenado a uma pena de 68 anos de prisão, em decisão do 2º Tribunal do Júri de Campina Grande. Já Maria Gorete Alves Pereira foi considerada inocente pelos jurados.

Durante o julgamento, a defesa de Nelsivan alegou que não havia provas suficientes da participação dele nos crimes, mas os argumentos não convenceram os jurados.

*Com informações do JPnline

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em passagem por JP, ministro do STJ defende juiz de garantias

Em passagem por João Pessoa nesta sexta-feira (17), o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Reynaldo Soares da Fonseca, defendeu a implantação do “juiz de garantias”, determinação do presidente…

Magistrado encaminha denúncia da Calvário pra Justiça Eleitoral e entra em colisão com MPPB

O ex-procurador do estado da Paraíba, Gilberto Carneiro, foi denunciado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) no âmbito da Operação Calvário pelos crimes de concussão e ocultação de bens. De…