Por pbagora.com.br
 
 

Nesta quinta-feira (04), acontecerá o “Dia Livre de Impostos” e o presidente da Frente Parlamentar do Comércio e Serviços, deputado Efraim Filho (DEM/PB), participará às 10 horas, de uma live sobre o sistema tributário brasileiro promovida pela CNDL e a CDL Jovem. O relator da reforma, deputado Aguinaldo Ribeiro e o consultor da CNDL e ex-deputado Luiz Carlos Hauly também participarão do debate.
Segundo o presidente, Efraim Filho, o cenário hoje aponta para uma “Reforma Tributária” diferente daquela discutida até o início da pandemia. Ele disse ainda que a economia já apresentava certa fragilidade e a necessidade de mudanças no modelo tributário estavam sendo cobradas por todos os setores.
“A Reforma Tributária é necessária para que o Brasil consiga dar um passo adiante dentro da sua competitividade. Hoje o comércio é globalizado e nós temos que ficar antenados a essa realidade. O momento pós pandemia exigirá muitos esforços para que as empresas se reinventem e isso só acontecerá com queda de burocracias e normas obsoletas. Explicou Efraim Filho ao comentar a pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) onde os dados apontam para um gasto, em média, de 2.000 mil horas por ano para vencer a burocracia tributária.
Ao comparar o Brasil com outros 30 países que também possuem uma carga tributária elevada, o País está na 14ª posição no quesito arrecadação, mas está na última posição no retorno dos impostos arrecadados em prol do desenvolvimento social, educação, saúde e segurança.
O crescimento do gasto público vem de muito tempo, o setor privado ficou asfixiado e a paralização com a pandemia agravou ainda mais a crise do setor privado, que mais paga impostos e gera empregos. Com isso a Reforma Tributária se torna importantíssima, até porque deverá ser um dos pilares para a retomada econômica do país após o fim da pandemia.
“A crítica ao sistema tributário brasileiro, ao mau uso dos recursos públicos e à ineficiência da administração estatal adquiriu novos contornos”. Na avaliação do deputado Efraim as empresas ficaram desestimuladas.
Para conscientizar a população e sensibilizar as autoridades sobre a necessidade de reformas estruturais no modelo fiscal brasileiro, a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e a CDL Jovem promovem, no dia 04 de junho, a 14ª edição do Dia Livre de Impostos (DLI). Onde lojistas de todo o país vão comercializar produtos e serviços sem repassar o valor da tributação aos clientes. Descontos podem chegar a 70%. 14ª edição do DLI será totalmente online

 
 
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Wesley Safadão relembra Gabriel Diniz no aniversário do cantor

Gabriel Diniz celebraria seu aniversário de 30 anos nesse domingo (18). O cantor Wesley Safadão não esqueceu a data e prestou homenagens ao artista paraibano nas redes sociais. Com uma…

Polícia Federal atuará junto a órgãos de segurança nas eleições

A Polícia Federal e a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública assinaram um Acordo de Cooperação Técnica para trabalharem juntas na prevenção e repressão de…