Assim como cada ser humano é único, tem suas características e comportamentos individuais, os pacientes inseridos no Transtorno do Espectro Autista também. Diante disso, os especialistas da área não estudam mais o “autismo”, mas os “autismos”, garantindo melhores tratamentos e resultados aos pacientes. O tema “Autismos: leve, moderado e grave”, será o foco do 2º Vivenciar, evento que acontecerá em Natal (RN), entre os dias 13 e 15 de fevereiro, na Escola de Governo, e reunirá os principais nomes que atuam na área no Brasil e Estados Unidos.

Aberto ao público em geral, como familiares de portadores do espectro autista, profissionais da área médica, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, estudantes e pessoas interessadas no tema, o Vivenciar abordará de maneira única as diversas interfaces e as evidências científicas na condução dos tratamentos em pessoas portadoras do TEA, além da condução da integração família/sociedade. Para isso, agregará palestras, painéis e bate papo, proporcionando a plateia interação total com os participantes. Assim, além de se atualizar com o que há de mais novo nos tratamentos, os participantes poderão tirar dúvidas e conversar com os profissionais.

Dentre os profissionais participantes estão, Dr. Guilherme Polanczyk, psiquiatra da infância e juventude, pós doutor e professor livre docente da USPO; o neuropediatra Erasmo Casella, professor livre docente da USP e Coordenador do ambulatório de Distúrbios do Aprendizado do Instituto da Criança do HCFMUSP; a psicóloga Meca Andrade, mestre em análise do comportamento aplicada, doutoranda em Análise do Comportamento pela pela New England University,m Springfield Massachusetts (EUA) e diretora do Grupo Método Intervenção Comportamental de São Paulo.

Os assuntos a serem tratados pelos especialistas serão diversificados, como “Diagnóstico e tratamento com evidências”, “Implicações práticas das classificações diagnósticas em autismo”, “Formas naturalísticas e estruturadas de intervenção precoce”, “Currículo de sexualidade para pessoas com TEA”, “Inserção de pessoas com TEA no mercado de trabalho” e “Impacto na vida escolar”.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do site:

verboeventos.com.br/vivenciar. Informações pelos fones 3201 7429, 99634 3774 e pelo email: [email protected].

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Robô virtual criado pela UFPB tira dúvidas sobre a Covid-19

O Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) lançou, nesta terça-feira (26), um sistema gratuito para tirar dúvidas e informar a população sobre a Covid-19.…

Após testar positivo para COVID-19, Secretário de Educação de CG diz que está bem

Menos de uma semana após testar positivo para o novo coronavírus, o secretário de Educação de Campina Grande, Rodolfo Gaudêncio, disse que já está bem e se cuidado conforme estabelece…