O secretário de Estado da Saúde, José Maia de França, determinou na manhã desta segunda-feira, 09, a realização do pagamento dos serviços prestados pelos médicos cooperados, em atraso desde dezembro do ano passado. O secretário informou que o setor financeiro da Secretaria de Estado da Saúde (SES) já está adotando as providencias necessárias visando regularizar os débitos da gestão anterior com os médicos cooperados e prestadores de serviços da rede pública hospitalar estadual.

José Maria de França esclareceu que o atraso no pagamento dos médicos cooperados se deu em virtude de problemas herdados da gestão anterior e que só agora foram contornados pela atual administração. “Estamos reorganizando tudo, pois encontramos uma situação muito difícil. Dívida com fornecedores, atraso no pagamento de remuneração médica e contratos em atraso com as cooperativas. Mas, graças à sensibilidade do governador José Maranhão, começamos a superar essas dificuldades”, destaca.

Em virtude dos débitos deixados pela gestão anterior desde o mês de dezembro, os médicos ligados à Cooperativa dos Cirurgiões da Paraíba estavam programando para esta terça-feira, (10), a suspensão das cirurgias eletivas e o atendimento ambulatorial realizados no hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e no hospital Infantil Arlinda Marques.

Com a quitação dos débitos por parte da atual gestão, o movimento deve ser suspenso e o atendimento nessas unidades fica mantido normalmente.
O secretário José Maria de França lembra que a saúde pública, conforme o próprio governador José Maranhão já assegurou, voltará a ser prioridade na Paraíba, pois é compromisso da atual administração reconstruir o sistema de saúde, especialmente a rede hospitalar. “Nosso compromisso é com a reconstrução da saúde pública na Paraíba”, garante.
 

Secom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

OPINIÃO: O Hospital Napoleão Laureano precisa é da ajuda de todos, privados e públicos. O resto é mimimi!

Procurar culpados, ou simplesmente tentar fazer da instituição um cavalo de batalha para defender interesses que só interessam a alguns, nada disso vai resolver grave crise que por ora enfrenta…

Sarampo: SES orienta vacinar crianças de 6 a 11 meses com dose “zero”

Começa, nesta sexta-feira (23), a vacinação contra o Sarampo para crianças de 6 a 11 meses em toda a Paraíba. A Tríplice Viral faz parte do calendário permanente de vacinação,…