Por pbagora.com.br

Documento obtido pelo jornal inglês ‘The Telegraph’ mostra que diretrizes de guerra podem ser adotadas em breve por excesso de pacientes em UTIs

A Itália já se prepara para ter que escolher quem vive e quem morre durante a pandemia de covid-19. Um documento obtido pelo jornal inglês The Telegraph preparado por um gabinete de crise em Turim indica que o país terá de negar atendimento em unidades de terapia intesiva para pacientes com mais de 80 anos ou que apresentem más condições de saúde.

O novo coronavírus já fez mais de 2 mil vítimas fatais no país. O número de casos chega a quase 28 mil. A Itália está em quarentena total desde o dia 9 de março.

O documento foi preparado pelo Departamento de Defesa Civil do Piemonte e estabelece critérios para acesso aos serviços intesivos de saúde. Além dos idosos e dos que apresentem outras condições graves de saúde, também a possibilidade de sobrevivência dos pacientes será avaliada.

“É como seria se estivéssemos em guerra”, disse um médico ouvido pelo jornal inglês.

De acordo com o Telegraph, o documento está pronto e aguarda o parecer de uma junta científica para ser enviado aos hospitais.

 

Fonte: R7

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eduardo Carneiro quer alcançar novos doadores de sangue na PB

Nessa quarta-feira (25) foi celebrado o Dia do Doador Voluntário de Sangue. Para o deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB), essa é uma data importante para reconhecer o gesto nobre de…

Geraldo sobre reabertura de escolas: “Não podemos trabalhar com tentativa e erro”

Em entrevista à rádio Correio FM, o secretário de Saúde da Paraíba, médico Geraldo Medeiros, alertou para o fato de que a gestão estadual não pretende trabalhar com o método…