Por pbagora.com.br

Há seis anos, a Sra. Maria Zélia de Sousa, de Patos, se submeteu a uma cirurgia de troca de válvula mitral e vivia sua vida normal. Mas, há cerca de 15 dias, ela começou a apresentar sinais que apontaram que era chegado o momento de substituir a prótese, que tem um tempo de vida útil. A paciente, que estava internada no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), foi removida para o Hospital Metropolitano de Santa Rita, unidade referenciada para esse tipo de intervenção. O inusitado desta história é que a paciente foi transferida por via aérea, no helicóptero Acauã, na tarde desta quarta-feira (21), em segurança e com todo o aparato médico e tecnológico e recebida pela equipe do cirurgião cardiointervencionista, Dr. Antônio Pedrosa, numa operação inédita até então para a equipe do CHRDJC.

A diretora técnica do Complexo, Dra. Jaqueline Andrade, uma das responsáveis pela operação batizada de ‘Salva Vida”, explica que a paciente teve todo o suporte clínico sintomático enquanto permaneceu na unidade até que a transferência aérea fosse viabilizada. “Ela não teria condições de ser transportada por via terrestre devido a gravidade do quadro e assim que constatamos isso, iniciamos os esforços para garantir esse transporte aéreo e assegurar a rapidez dessa regulação”, explica a médica, agradecendo o apoio do prefeito de Patos, Nabor Wanderley, que foi decisivo na agilidade da obtenção da aeronave que fez o transporte. “Era um caso muito grave e o tempo, neste momento, era crucial”, destaca a médica, complementando que após a cirurgia da troca da válvula a paciente voltará a ter vida normal.

Além de assegurar o transporte aéreo da paciente, que saiu da unidade em direção ao aeroporto onde chegou às 15h, o Complexo ainda assegurou que ela fizesse todo o trajeto até o Hospital Metropolitano em segurança sendo assistida pelo médico. Dr. Diego Varella, Coordenador da Clínica Médica da unidade e pela enfermeira Júlia Maria César. A paciente chegou ao Metropolitano às 15h50 e foi recebida pela equipe médica do Dr. Antônio Pedrosa, especialista no tipo de procedimento cardíaco que a Sra. Maria Zélia de Sousa necessita.

“Foi um dia atípico, nós nunca tínhamos feito uma ação desta natureza, mas, graças a Deus tudo ocorreu dentro das expectativas e a nossa paciente terá o tratamento adequado para reestabelecer sua saúde e qualidade de vida. Quero agradecer a todos os profissionais que se envolveram e não mediram esforços para que a ação fosse um sucesso, especialmente, a nossa diretora técnica, Dra. Jaqueline, que se empenhou, inclusive, na captação da aeronave e acompanhou a paciente até o aeroporto entregando-a aos cuidados de Dr. Diego que teve a nobre missão de acompanhá-la durante a viagem até o Metropolitano”, disse o diretor geral do Complexo Francisco Guedes.

PB Agora

Notícias relacionadas

Estrutura é montada para ampliar leitos de Covid-19 no Trauma da capital

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena está montando uma estrutura de 400m², na área externa do complexo hospitalar, para comportar a área administrativa da instituição. Serão…

João assegura parceria com a prefeitura de Stª Rita para expandir serviços de saúde

O governador João Azevêdo realizou, nesta terça-feira (11), uma visita técnica às obras de construção do Hospital Infantil do município de Santa Rita, juntamente com o prefeito Emerson Panta. O…