Pesquisadores do Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, realizaram o sequenciamento genético do primeiro caso de coronavírus no país em apenas 48 horas, anunciou na tarde desta sexta-feira (28) o Ministério da Saúde. O indivíduo, um homem de São Paulo, voltou do norte da Itália com o vírus.O sequenciamento genético ajuda a entender como age o vírus e pode contribuir para a criação de uma vacina. A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Oxford, na Inglaterra. O grupo faz parte de um projeto de pesquisa que estuda vírus e epidemias. O financiamento veio do governo do Estado de São Paulo e de um órgão britânico. O estudo pode ser acessado aqui.

Cabo Verde Airlines suspende voos para a Itália por causa do coronavírus
Segundo os cientistas, a média de tempo para sequenciamento genético do coronavírus por pesquisadores estrangeiros tem sido de 15 dias.

Segundo o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, cerca de 20 vacinas estão sendo desenvolvidas neste momento ao redor do mundo.

— Esperamos os primeiros resultados em algumas semanas, mas não precisamos aguardar vacinas e soluções terapêuticas. Há coisas que cada indivíduo pode fazer para se proteger e proteger os outros hoje — afirmou nesta sexta-feira, referindo-se às boas práticas de higiene respiratória, como lavar sempre as mãos e espirrar e tossir no cotovelo ou em lenços descartáveis.

No Brasil, as suspeitas para coronavírus subiram de 129 para 182, anunciou o Ministério da Saúde nesta sexta-feira. O Rio Grande do Sul é o segundo Estado com mais possíveis casos: 27. Porto Alegre é a cidade com mais pessoas sendo investigadas, seguida de Canoas.

 

Redação com Instituto Adolfo Lutz

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Oito estados brasileiros tiveram queda nos acidentes com motos, durante pandemia

Ao menos oito estados registraram queda no número de ocorrências com acidentes de moto desde o início da pandemia, de acordo com levantamento do Brasil 61. Na comparação com o…

FAKE OU FATO? Veja o que se sabe sobre a pneumonia ‘desconhecida’ do Cazaquistão

Não há dúvida de que sobretudo nos dias atuais, as informações estão se disseminando cada dia mais rápido e podem tomar proporções jamais imaginadas. Através das telas de celulares e…