A Paraíba o tempo todo  |

Especialista dá dicas de como estimular a autonomia do paciente idoso

Idosos e coronavírus: a importância da rotina durante a quarentena é tema de podcast da Rádio Bandeirantes

Respeitar a autonomia do idoso é de extrema importância para que ele possa ter uma boa qualidade de vida. Durante a terceira idade é comum que familiares e pessoas próximas tenham uma visão de incapacidade do idoso para realizar as atividades do dia-a-dia. Segundo a psicóloga Nilsonete Lucena, do Programa de Atenção a Política da Pessoa Idosa da Prefeitura de João Pessoa, os familiares tendem a ter excesso de cuidado com a pessoa idosa, no entanto não percebem que essa atitude pode ocasionar sofrimento ao idoso.

“O cuidar da pessoa idosa não significa tolir a sua autonomia. Cuidar significa observar se o idoso apresenta alguma limitação e tentar ajudá-lo. Infelizmente, os familiares confundem a essência do cuidado e acabam superprotegendo o idoso ou tratando-o como criança. Isso é muito desgastante, podendo levá-lo a desenvolver um quadro de depressão, insegurança, baixa autoestima ou sentimento de inutilidade”, comentou Nilsonete Lucena.

Porém, a especialista explica ainda a velhice está longe de ser um sinônimo de dependência, já que, apesar das especificidades de cada um, essa fase pode ser aproveitada para o autoconhecimento, inovação e mudanças de hábitos.
Segue algumas dicas para te ajudar a estimular a independência e autonomia do idoso.:

Diferença entre autonomia e independência do idoso
Apesar de se complementarem, cada uma possui um conceito diferente. A autonomia, por exemplo está mais ligada à tomada de decisão do indivíduo, ou seja, lidar com as questões mentais e emocionais.
Já a independência está mais ligada à realização de tarefas e afazeres do cotidiano sem intervenções de outras pessoas. Quando se trata da terceira idade, é possível observar idosos com autonomia, mas com independência limitada, ou vice versa.

Como possibilitar autonomia e independência ao idoso
Oferecer uma boa alimentação
Independente da idade, o corpo humano necessita de energia para realizar as atividades do dia-a-dia. Porém, quando se trata de uma pessoa com mais de 60 anos, a atenção aos nutrientes fornecidos pelos alimentos deve ser ainda maior. Além disso, a boa alimentação evita o agravamento de doenças como diabetes ou outras semelhantes.

Incentivar a prática de exercícios físicos
As atividades físicas, quando realizadas sob a supervisão de um profissional, são capazes de fornecer inúmeros benefícios à independência dos idosos, como: prevenir doenças , auxiliar o metabolismo e, também, a combater a perda de habilidade cognitiva.

Estimular o cérebro
Já as atividades relacionadas a exercitação do cérebro, como cruzadinhas, leitura e outros tipos de jogos, contribuem para a autonomia do indivíduo.

Protagonistas do Cotidiano
Identifique na história de vida do idoso elementos que lhe davam prazer, tais como músicas, entretenimentos, passeios, e etc. Busque trazer para o dia a dia estes temas dentro das possibilidades.

Por exemplo, se o hobbie era viajar e não for possível retomar esse lazer, ofereça livros de viagens, mostre fotos e vídeos sobre os lugares que ele foi e solicite que conte como foram suas aventuras. Apesar das possíveis limitações, encontre formas do idoso ser útil e ter participação ativa no cotidiano.

Por exemplo, se gostava de cozinhar, deixe com ele função de montar o cardápio do dia, ou fazer pequenas tarefas como separar o feijão ou lavar a verdura. Será uma forma de estimular motricidade, cognição e auto estima. Estimule o máximo de autonomia possível. Além de ser um bom exercício de autocuidado, ajudará na auto estima e será uma forma de respeito e dignidade. Na medida do possível, mesmo que de forma supervisionada ou parcial, deixe o idosos responsável por escovar seus cabelos, escolher a roupa que vai usar, manusear os talheres nas refeições e etc.

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe