Por pbagora.com.br

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, em nome de todos os deputados e servidores da Casa de Epitácio Pessoa, vem a público lamentar a morte do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira. Em função disso, o Poder Legislativo Paraibano decretou luto de três dias e suspensão das atividades na Casa.

“É com profunda tristeza que recebo a notícia da morte repentina do ex-deputado Expedido Pereira, um político muito atuante e preocupado com a saúde e bem-estar da população”, lamentou Adriano Galdino.

Ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, é assassinado em João Pessoa
Expedito Pereira estava voltando de estabelecimento comercial e foi seguido por assassino, diz polícia

Natural da cidade de Bonito de Santa Fé, no Alto Sertão, Expedito Pereira chegou à Bayeux na década de 60 junto com sua família. Durante a ditadura militar, fez parte de movimentos estudantis e preso em 1968. Só foi libertado depois da intervenção de Dom Hélder Câmara.

Médico por formação, Expedito exerceu os cargos de secretário de Saúde da cidade de Santa Rita e diretor do Hospital Edson Ramalho. Em 1992, assumiu o cargo de prefeito de Bayeux, com a morte de Lourival Caetano. Foi eleito para a prefeitura da cidade em 1996 e reeleito em 2000.

Entre 2007 e 2011, foi suplente na Assembleia Legislativa, assumindo o mandato de deputado estadual em março de 2009, na vaga de Iraê Lucena.

 

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Brasil volta a ter média móvel de mais de 1 mil mortos por Covid por dia

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta…

MPPB e MPF recomendam que fila de vacinação contra Covid-19 seja respeitada

Diante das denúncias de que gestores estariam “furando” a fila de vacina contra a Covid-19, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e o Ministério Público Federal (MPF), pediram que a…