Presidente do PR da Paraíba, o deputado federal Wellington Roberto descartou nesta sexta-feira (20) que estaria discutindo possibilidade de adesão ao governador José Maranhão (PMDB). Em entrevista ao PB Agora, o deputado assegurou a intenção de manter o PR ligado à base política do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), afastado do cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral, mas destacou a necessidade de garantia de espaços para o PR em 2010.

 
As especulações sobre as adesões de partidos a Maranhão têm alimentado a imprensa paraibana diariamente. O presidente do PR paraibano disse que não foi procurado. “Não há essa possibilidade nem se houver oferecimento de vantagens por parte do grupo que assumiu o governo do Estado”, disparou Wellington.
Ele reafirmou a permanência na oposição, mas mandou um recado para o grupo do ex-governador.

“Estamos com Cássio, mas dependemos muito do comportamento de todo o grupo em 2010. Se o grupo quiser prejudicar ou excluir o PR não teremos como manter essa aliança”, disse o parlamentar, que já revelou intenções de entrar na disputa por uma vaga de senador nas eleições estaduais do próximo ano.
 

Até agora, a base de Cássio tem se mantido unida. Pelo menos este é o tom do discurso dos partidos aliados ao ex-governador. Nos bastidores, no entanto, sabe-se que há muita movimentação.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy Carneiro cobra fim da mordomia para filhas de ex-deputados

Com indignação, o deputado federal Ruy Carneiro defendeu nesta segunda-feira (20) o fim imediato dos pagamentos de pensões a 194 filhas solteiras de ex-parlamentares e ex-servidores da Câmara dos Deputados,…

Cartaxo revela data para abrir diálogo com aliados sobre eleições, mas PV não deve abrir mão da cabeça de chapa

Durante solenidade na manhã desta segunda-feira (20), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) revelou que iniciará esta semana ao diálogo com os partidos aliados visando as articulações para…