Por pbagora.com.br

Presidente do PR da Paraíba, o deputado federal Wellington Roberto descartou nesta sexta-feira (20) que estaria discutindo possibilidade de adesão ao governador José Maranhão (PMDB). Em entrevista ao PB Agora, o deputado assegurou a intenção de manter o PR ligado à base política do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), afastado do cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral, mas destacou a necessidade de garantia de espaços para o PR em 2010.

 
As especulações sobre as adesões de partidos a Maranhão têm alimentado a imprensa paraibana diariamente. O presidente do PR paraibano disse que não foi procurado. “Não há essa possibilidade nem se houver oferecimento de vantagens por parte do grupo que assumiu o governo do Estado”, disparou Wellington.
Ele reafirmou a permanência na oposição, mas mandou um recado para o grupo do ex-governador.

“Estamos com Cássio, mas dependemos muito do comportamento de todo o grupo em 2010. Se o grupo quiser prejudicar ou excluir o PR não teremos como manter essa aliança”, disse o parlamentar, que já revelou intenções de entrar na disputa por uma vaga de senador nas eleições estaduais do próximo ano.
 

Até agora, a base de Cássio tem se mantido unida. Pelo menos este é o tom do discurso dos partidos aliados ao ex-governador. Nos bastidores, no entanto, sabe-se que há muita movimentação.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nesta quinta-feira: PBAgora/Datavox traz os primeiros números da corrida eleitoral em Nova Floresta

O portal PB Agora, em parceria com o Instituto Datavox, traz, nesta quinta-feira (29), os primeiros números da corrida eleitoral no município de Nova Floresta com o termômetro da disputa…

Polícia Federal nega que João Azevêdo tenha sido alvo da 9ª fase da Calvário

O delegado da Polícia Federal Conrado de Almeida, em entrevista nesta terça-feira (27), confirmou que o governador João Azevedo não foi um dos alvos da nova etapa da Operação Calvário…