Por pbagora.com.br

Presidente do PR da Paraíba, o deputado federal Wellington Roberto descartou nesta sexta-feira (20) que estaria discutindo possibilidade de adesão ao governador José Maranhão (PMDB). Em entrevista ao PB Agora, o deputado assegurou a intenção de manter o PR ligado à base política do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), afastado do cargo por decisão do Tribunal Superior Eleitoral, mas destacou a necessidade de garantia de espaços para o PR em 2010.

 
As especulações sobre as adesões de partidos a Maranhão têm alimentado a imprensa paraibana diariamente. O presidente do PR paraibano disse que não foi procurado. “Não há essa possibilidade nem se houver oferecimento de vantagens por parte do grupo que assumiu o governo do Estado”, disparou Wellington.
Ele reafirmou a permanência na oposição, mas mandou um recado para o grupo do ex-governador.

“Estamos com Cássio, mas dependemos muito do comportamento de todo o grupo em 2010. Se o grupo quiser prejudicar ou excluir o PR não teremos como manter essa aliança”, disse o parlamentar, que já revelou intenções de entrar na disputa por uma vaga de senador nas eleições estaduais do próximo ano.
 

Até agora, a base de Cássio tem se mantido unida. Pelo menos este é o tom do discurso dos partidos aliados ao ex-governador. Nos bastidores, no entanto, sabe-se que há muita movimentação.

PB Agora

Notícias relacionadas

Mesmo com afastamento do PSD do Governo Federal, Romero defende reeleição de Bolsonaro

Apesar do distanciamento do PSD Nacional do governo Bolsonaro, na Paraíba, o presidente estadual da legenda, o ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) já avisou que vai continuar defendendo a reeleição do…

MPF aponta que superfaturamento do caso Desk teria ido do governo Maranhão ao de RC

Após o Ministério Público Federal ter denunciado nessa quinta-feira (6), os ex-secretários de Educação da Paraíba, Francisco Sales Gaudêncio e Afonso Celso Caldeira Scocuglia por suposto envolvimento em esquema de…