Por pbagora.com.br

Vereadora acredita no fim da fome através da justiça e da diminuição da desigualdade social

 

A vereadora Sandra Marrocos (PSB) foi a entrevistada desta quarta-feira (11) do ‘Jornal da Câmara’, apresentado pelo jornalista Edmílson Lucena e transmitido ao vivo pela ‘TV Câmara’. Em sua entrevista, a parlamentar revelou que “seu grande sonho é ver o fim da fome no planeta, através da justiça social e da diminuição da desigualdade social”.

 

A vereadora comentou que sua atuação no segundo semestre deste ano continuará se pautando no campo democrático popular, com idéias e projetos voltados para os anseios da população, que foram compilados no período do recesso parlamentar, nas comunidades da Capital. Ela exemplificou com as audiências populares, que seu mandato realizou nos Bairros de Mandacaru e Róger, com efetiva participação popular.

 

Uma das principais preocupações da vereadora está sendo a segurança pública do estado, que vem “sendo alardeada pelos dados que vem sendo divulgados pela imprensa: 150 homicídios neste primeiro semestre de 2010 e 35 assassinatos de mulheres, que ocorreram na Paraíba. Na ocasião, a vereadora convidou a população para participar de uma sessão especial a ser realizada no Plenário Senador Humberto Lucena, no próximo dia 31 de agosto.

 

Ainda sobre segurança, a vereadora cobrou a criação de casas abrigos para acolher mulheres vítimas de violência doméstica, assim como também a estruturação das delegacias e a capacitação do potencial humano para trabalhar nessa área. Ela também solicitou o cumprimento da Lei Maria da Penha.

 

A parlamentar avaliou que a cidade perdeu muito com o “desfalque na bancada feminina” da Casa, com a licença da vereadora Eliza Virgínia (PPS). E sobre o problema das licitações fraudulentas que estão sendo diariamente denunciadas pelo país, a vereadora solicitou veemência na apuração das denúncias.

 

Em relação à exigência do Ministério Público de demitir os comissionados das prefeituras, a vereadora acredita que deve haver mais tempo para que o processo aconteça com responsabilidade e preocupação humanitária, “para não tirar o sustento de pais e mães que vão passar fome se ficarem desempregados”.

 

Ao final da entrevista, a vereadora convocou a população da Capital para participar de suas próximas sessões especiais: a primeira plenária acontecerá no próximo dia 24 de agosto, para discutir a ‘Ação Griô’ na cidade de João Pessoa, resgatando a história e a cultura do povo, através da oralidade; a segunda sessão vai se realizar no dia 2 de setembro, em homenagem ao ‘Dia da Fotografia’, que, para a vereadora é importante, “porque registra os momentos da vida”.

 

  

Ascom CMJP

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19 causa morte de Dráuzio Macêdo, sindicalista e assessor da CMJP

Morreu na noite de ontem, 02, o ex-sindicalista Dráuzio Rodrigues de Macêdo, de 53 anos, mais uma vitima da Covid-19. Ele trabalhava atualmente na Câmara Municipal de João Pessoa onde…

Xadrez político: bastidores apontam novo destino partidário para Veneziano

O senador Veneziano Vital do Rêgo é filiado ao PSB na Paraíba, mas, em breve, pode voar para outra freguesia. Apesar de especulações apontarem que ele estaria cotado para assumir…