A Paraíba o tempo todo  |

Veneziano critica aumentos no transporte público e assume compromisso de implantar o VLT

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

 Candidato a prefeito de Campina Grande pela Coligação “Campina Pensando Grande”, o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), criticou aumentos no transporte público em Campina Grande, pela gestão atual, e assumiu o compromisso de implantar o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

“A atual gestão aumentou três vezes o preço da tarifa de transportes. Foram aumentos suficientemente superiores ao índice inflacionário, qual o comprometimento dessa gestão com o estudantes? Indagou Veneziano, garantindo que  em 2017 irá implantar o VLT. 

O candidato do PMDB  lembrou ainda que a sua gestão construiu o Terminal de Integração de Passageiros e não permitiu qualquer reajuste na tarifa de transporte coletivo acima da inflação.

“Eu carrego comigo um histórico de obras, de quem sempre respeitou as pessoas que dependem dos transportes coletivos, através do Sistema Integrado, da bilhetagem única e na melhoria nas vias públicas, enquanto o atual gestor falta com a verdade, quando aumentou a passagem de ônibus três vezes em apenas um ano”, afirmou.
 
Veneziano também lamentou a postura da gestão tucana em abandonar a atenção básica, acabar os centros de especialidades odontológicas, além de  fechar as 9 cozinhas comunitárias e os restaurantes populares, prejudicando sete mil pessoas.
 

Ele lembrou que quando  assumiu o governo  haviam apenas 34 equipes do Programa de Saúde da Família em Campina Grande. E em oito anos, conseguiu  elevar esse número para 94 equipes. Ou seja, triplicou a quantidade de PSFs na cidade” e a meta é garantir  a cobertura de 100% de PSFs na próxima gestão. 
 

Veneziano também assumiu o compromisso de concluir o Canal de Santa Rosa.
Atendendo pedido dos moradores, Veneziano se dirigiu até as margens do Canal onde gravou um vídeo lamentando o abandono da obra.

Ele enfatizou que a obra de grande importância para a Zona Oeste, foi iniciada por sua gestão em 2012, mas inexplicavelmente, não teve sequencia na gestão atual. Ele lembrou que ao concluir o seu mandato, deixou mais de R$ 9 milhões garantidos em caixa; saldo suficiente para que as populações do Centenário e Santa Rosa já estivessem usufruindo dos benefícios da obra de macrodrenagem. Infelizmente, a obra está parada.

Ao caminhar pelos bairros do Presidente Médici e Santa Cruz, o candidato do PMDB garantiu que caso seja eleito, irá abrir a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 2), para atender os moradores da Zona Sul da cidade, e urbanizar todo o canteiro da Dinamérico..

Ao reencontrar os moradores dos dois bairros, Veneziano lembrou que criou toda as condições para a instalação da UPA2, tendo inclusive, deixado R $ 2,4 milhões em caixa para a obra, mas inexplicavelmente, o gestor atual abandonou o projeto.

 

Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe