O deputado federal Veneziano Vital do Rego (PMDB) ainda não bateu o martelo, mas pode deixar o partido em abril de 2018.

O ex-cabeludo garante, no entanto, que essa não é vontade dele, mesmo assim adiantou que vota em Maranhão, em caso de candidatura própria da sigla na Paraíba.

Se o cenário for a aliança do PMDB com Luciano Cartaxo (PSD) e Cássio Cunha Lima (PSDB), Veneziano adianta que seu apoio será ao grupo do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Já sobre seu posicionamento em relação ao Governo Temer,  Veneziano avisou que não teme novas represálias caso decida votar a favor da segunda denúncia contra Temer

“Chegando a nova denúncia na Câmara, eu e mais outros cinco companheiros do partido, devemos votar pela continuidade da investigação. Se eu chegar a convicção, como cheguei no outro momento, terei a mesma tranquilidade, em que pese podendo sofrer as mesmas retaliações do PMDB, falou.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: por que Wallber não inclui os grandes sistemas de comunicação na mira de sua CPI?

Não estou a fim de me contrapor ao Sindicato dos Jornalistas da Paraíba, entidade à qual sou filiado e de cuja Diretoria já participei. Não, não serei contra a instituição…

PSB do Conde emite nota e diz que CPI do Lixo é arbitrária

Após os vereadores de Conde acataram na manhã desta segunda-feira (17), o pedido para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades nas licitações de coleta do…