Por pbagora.com.br

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) deferiu o pedido de registro de candidatura do ex-prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), candidato a governador. Existiam duas ações de impugnação contra o socialista, sendo uma pela não quitação de multa eleitoral e a outra porque o socialista não teria pedido o afastamento da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onde é funcionário concursado.

O relator da ação que pede a impugnação da candidatura de Ricardo Coutinho ao Governo da Paraíba aceitou a argumentação da defesa feita pelos advogados Edward Johnson e Ricardo Sérvulo e entendeu que o ex-prefeito de João Pessoa conseguiu provar, nos autos, seu afastamento fático do cargo que detém na UFPB. Segundo o desembargador, o socialista também recorreu da multa aplicada pelo TRE por propaganda eleitoral antecipada, não cabendo contra ele a acusação de ausência de quitação eleitoral.

O segundo a votar foi o juiz João Batista Barbosa, que acompanhou o relator em relação às duas queixas apresentadas. Da mesma forma procederam Carlos Neves, João Ricardo Coelho, Niliane Meira Lima e Newton Vita.

O advogado de Ricardo Coutinho, Ricardo Sérvulo, chegou a acusar a Coligação Paraíba Unida, responsável pelo pedido de impugnação do socialista, de tentar induzir a Corte a erro ao questionar aspectos da regularidade do candidato do PSB com a Justiça Eleitoral.

Do ParlamentoPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pedras de Fogo: ex-vereador é indiciado por disparar explosivos contra populares

O ex-vereador de Pedras de Fogo, José Edilson da Silva Galdino, conhecido como Zé do Povo, foi indiciado por homicídio tentado, por ter supostamente disparado fogos de artifícios contra populares…

Zé Maranhão é atendido no hospital da Unimed após testar positivo para Covid-19

O senador José Maranhão (MDB), procurou atendimento médico após apresentar febre e tosse na noite deste domingo (29). A informação foi confirmada por uma fonte ligada ao político ao portal…