Por pbagora.com.br

Tribunal Regional Eleitoral deve julgar hoje ações contra Guilherme e BatingaDeputados trocaram o PSB pelo PSC em outubro passado | |
O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) terá mais uma sessão movimentada na tarde de hoje. É que a Corte Eleitoral vai iniciar hoje o julgamento dos processos que pedem a cassação dos mandatos dos deputados Carlos Batinga e Guilherme Almeida por suposta prática de infidelidade partidária, que tem como relator o juiz Carlos Sarmento, que foi responsável pelo processo que resultou na decretação da perda do mandato do deputado Nivaldo Manoel, que trocou o PPS pelo PMDB, há 20 dias.

Os dois parlamentares trocaram o PSB, partido no qual foram eleitos em 2006, para se filiarem ao PSC, alegando, que além de falta de condições partidárias para permanecer na legenda da qual saíram em bloco – juntamente com mais dois deputados estaduais e dois federais – porque o antigo partido aliou-se com inimigos políticos históricos que vem sendo combatidos por eles no Estado, também foram vítimas de graves discriminações, perseguições e das mudanças substanciais efetuadas no conteúdo programático do partido.

Os processos contra os parlamentares foram movidos pela direção estadual do PSB, que também ajuizou ação idêntica para reaver a retomada do mandato do deputado Leonardo Gadelha, que também trocou a legenda para se filiar ao PSC, que está sob a relatoria de outro magistrado.

Correio da Paraíba

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – A ideia de Ricardo Barbosa é muito boa e deveria ser adotada em território nacional

A ideia do deputado estadual Ricardo Barbosa, de impor restrições de direitos àqueles que não tomarem a vacina contra o coronavírus é ótima. Das melhores, dentre tantas outras que vieram…

Opinião: a maldade das fake news implantadas por Bolsonaro, a vacina e a luta pela vida de Maranhão

“O senador José Maranhão (MDB) faleceu”. Essa “fantasia” maléfica hoje chamada de fake news é um exemplo clássico das notícias falsas, em bom português. E a do emedebista causou dor…