Por pbagora.com.br

Por 6 votos contra 1, o Tribunal Regional do Estado da Paraíba (TRE-PB) decidiu, nesta quinta-feira (17), cassar o mandato da chapa composta pela prefeita Maria Eunice Pessoa (PSB), prefeita de Mamanguape, e a vice, Baby Helenita (PRTB).

A chapa foi cassada por abuso de poder político e econômico. Conforme a denúncia, a compra de votos teria ocorrido através de ofertas de emprego, combustível, dinheiro em espécie e até cachaça. A prefeita teria praticado compra de votos durante sua campanha eleitoral de 2016.

A prefeita Maria Eunice foi reeleita com 62,90% dos votos nas Eleições 2020 De acordo com a decisão, que ainda cabe recurso, a prefeita e a vice também foram declaradas inelegíveis pelo prazo de oito anos, e foram multadas. Em 2017, elas tiveram os mandatos cassados no primeiro grau, no entanto, cabia recurso e elas continuaram no cargo. Agora, o TRE-PB confirmou a decisão, mas ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – A ideia de Ricardo Barbosa é muito boa e deveria ser adotada em território nacional

A ideia do deputado estadual Ricardo Barbosa, de impor restrições de direitos àqueles que não tomarem a vacina contra o coronavírus é ótima. Das melhores, dentre tantas outras que vieram…

Oito leis aprovadas: Wilson Filho foi um dos que mais trabalhou em 2020 pela saúde na pandemia

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) fez um balanço de suas ações em 2020 no combate à pandemia do novo coronavírus. O parlamentar foi um dos mais produtivos da Assembleia…