O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba aprovou com ressalvas, na sessão desta sexta-feira (17), as contas de campanha do governador eleito da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB). O relator, João Ricardo Coelho, foi a favor da regularidade do balanço, tendo sido seguido por Newton Vita, Manoel Monteiro, João Batista Barbosa e Carlos Neves.

A juíza federal Niliane Meira Lima foi contra a aprovação e apontou como motivo o fato de terem sido encontrados R$ 38 mil no comitê financeiro do candidato, em Manaíra. Na argumentação, a juizasalientou que o dinheiro, apesar da greve dos bancos, registrada à época, não deveria estar no local e sim ter sido depositado na conta de campanha via "doc".

O Juiz João Batista Barbosa também reconheceu a contestação de Niliane mas afirmou que, para reprovar as contas de Ricardo Coutinho seria necessário saber de datas exatas.

 

Redação

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Cartaxo observa a crise no PSB como “tábua de salvação”, mas o PT não permitirá sua redenção

O impasse foi formado. Efetivamente há uma quebra de unidade nas hostes do PSB. Uma formação foi dissolvida, afetando a ordem unida do grupo, não estando em compasso soldados e…

Lideranças do PSB pregam diálogo para estancar crise no partido

Lideranças do PSB tentam estancar crise do partido na Paraíba e evitar dissabores nas urnas nas eleições 2020. O líder do governo estadual na Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Barbosa (PSB),…