Por pbagora.com.br

O Senado vai divulgar, a partir de abril, na internet, os gastos detalhados dos 81 senadores com a chamada verba indenizatória – valor mensal de R$ 15 mil para gastos administrativos como gráfica, combustíveis, alimentação e hospedagem. A informação foi dada nesta quinta-feira, 5, pelo presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), depois de reunião da Mesa Diretora.

Segundo Sarney, a exemplo da Câmara, a divulgação vai incluir os dados do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) das empresas mencionadas pelos senadores nas notas fiscais apresentadas para justificar o uso da verba indenizatória. Também vão estar disponíveis na internet informações como o nome da empresa, o número da nota fiscal e os valores das despesas executadas pelos parlamentares.

A publicação das notas fiscais, no entanto, não será retroativa, disse Sarney. “Vamos seguir no mesmo lado, fazer o que a Câmara procedeu. Nós colocaremos todas as informações necessárias com a maior transparência possível”, disse ele. O senador evitou criticar seus antecessores, que não tomaram a decisão política de divulgar as notas fiscais na internet. “Não posso censurar aqueles que antecederam. A responsabilidade passa a ser agora minha, como presidente da Casa”, afirmou.
 

 

estadao.com.br

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em vídeo, Ricardo Coutinho confirma vinda de Lula à Paraíba para participar de sua campanha eleitoral

Após a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann confirmar o apoio do partido à candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na disputa eleitoral em João Pessoa, agora foi a vez…

O Globo diz que Lula foi quem mandou detonar candidatura de Anísio, em JP

De acordo com o jornal O Globo, partiu do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a orientação à direção nacional do Partido dos Trabalhadores para que detonasse a candidatura a…