O deputado federal eleito, Ruy Carneiro (PSDB), disse ser contra a recriação
da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que ficou
conhecida como o ‘imposto do cheque’ . O deputado tucano afirmou que a saúde
precisa de gerenciamento e defendeu a regulamentação da Emenda 29, que
disciplina gastos e amplia os recursos para saúde.

“O brasileiro não suporta mais aumentos de impostos. A carga tributária
existente é gigante. A CPMF já foi criada uma vez e não resolveu o problema
da saúde. A sua recriação será mais uma tentativa de exploração ao povo
brasileiro. Temos exemplos de outros países em que este imposto não existe e
que a saúde pública vai muito bem. O que precisamos é que o Governo gerencie
melhor o setor e regulamente a Emenda 29”, destacou o parlamentar.

Ruy Carneiro lembrou que em 2002 tinha a CPMF e que em 2009, quando não
existia o imposto do cheque, os recursos por disposição legal aumentaram em
termos reais e isso já descontadas a porcentagem da inflação do período. “A
CPMF só vai onerar o bolso do cidadão brasileiro. O mais urgente agora é
discutir o modelo tributário de maneira mais ampla. É preciso resolver o
grave problema da saúde e isso não se resolve criando tributos”, ponderou
Ruy Carneiro.

 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-vereador de CG tentará carreira política na cidade de Cabedelo em 2020

O ex-vereador de Campina Grande Murilo Galdino (PSB), deverá transferir o seu domicílio eleitoral para a cidade portuária de Cabedelo. Murilo que é irmão do presidente da Assembleia Legislativa, o…

RC convoca bancada da PB e confirma Haddad e Gleisi no ato SOS Transposição

Numa entrevista a uma emissora de rádio do Cariri paraibano, o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), presidente nacional da Fundação João Mangabeira, do Partido Socialista Brasileiro, criticou o abandono…