Por pbagora.com.br

Ruy analisa pesquisas e volta a acusar dirigente do PSB de manipular números da violência

 

O deputado Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB, avaliou como “muito positiva” a pesquisa de intenção de votos do Instituto Sousa Lopes, publicada no Correio da Paraíba, nesta segunda-feira, especialmente por ter registrado crescimento da candidatura do senador Cássio Cunha Lima.

 

“A candidatura de Cássio subiu três pontos percentuais enquanto os índices dos outros dois principais postulantes experimentaram oscilação negativa. Significa, certamente, que o PSDB está no rumo certo e em sintonia com os anseios da população”, observou o dirigente tucano.

 

Para Ruy, os números da pesquisa demonstram que os eleitores desejam as mudanças defendidas pelo senador Cássio Cunha Lima e estão querendo melhoria na segurança pública, na saúde, na educação e noutros serviços essenciais para a população.

 

“Os paraibanos, como nós do PSDB, querem construir um governo de paz, sem arrogância e prepotência, ouvindo e respeitando as opiniões de todos.

Queremos também um governo que melhore o atendimento médico e que estanque a violência contra jovens e inocentes na Paraíba”, defendeu Ruy Carneiro.

 

Outro ponto que, na opinião do deputado Ruy Carneiro, tem repercutido positivamente no Estado é a abordagem que o PSDB tem feito da educação. “Temos condenado o fechamento de mais de 200 escolas no Estado, a perda de mais 160 mil vagas nas escolas da rede estadual e a ação deliberada para prejudicar a UEPB. A população está observando e sabe de nosso compromisso em defesa da melhoria da educação”, destacou.

 

De acordo com Ruy Carneiro, os números das pesquisas são positivos, mas o PSDB vai manter os pés no chão e fazer o debate com a sociedade para construir a mudança que a maioria da população está ansiando.

 

Manipulação e má-fé

 

O deputado Ruy Carneiro aproveitou para, mais uma vez, lamentar que o presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas, manipule os dados da segurança pública para tentar prejudicar a imagem da gestão do governador Cássio Cunha Lima.

 

“Sem a menor cerimônia, esse cidadão põe os números da violência de 2009 na conta de Cássio, quando ele não era mais governador, já que perdeu o cargo no início daquele ano. Só pode ser pura má-fé”, reclamou o presidente estadual do PSDB.

 

A verdade, segundo Ruy Carneiro, é que Cássio Cunha Lima entregou o governo com uma taxa de 27,44 homicídios para grupo de cada 100 mil habitantes e essa taxa saltou para 43,1 homicídios em 2011, o primeiro ano da gestão do governador Ricardo Coutinho. Ele lembrou que hoje a taxa de homicídios ainda é superior a 38 mortes para grupo de cada 100 mil habitantes, três vezes e meia superior a de São Paulo. “Não adianta manipular. A população sabe que no governo Cássio a Paraíba vivia com bem menos violência”, retrucou.

 


Redação com Assessoria

Notícias relacionadas

Câmara Criminal mantém condenação de ex-prefeito de Nova Floresta

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba manteve a condenação do ex-prefeito de Nova Floresta, João Elias da Silveira Neto Azevedo. Na sentença, proferida pelo Juízo da 2ª…

2021 terá edição do maior São João do Mundo, em CG, só que de forma virtual

O ano de 2021 terá mais uma edição do maior São João do Mundo, em Campina Grande, na Paraíba. A festa, no entanto, terá adaptações por conta da pandemia do…