Edvaldo Rosas disse que PSB cresceu muito sob seu comando e não vê motivo para deixar a presidência

O presidente estadual do PSB e atual Secretário de Governo da Paraíba, Edvaldo Rosas, afastou completamente a possibilidade de deixar o comando do partido, conforme foi ventilado pelas deputadas socialistas Cida Ramos e Estela Bezerra.

“Não entendi bem qual seria a motivação para eu deixar o comando do PSB, justamente no momento que o partido teve o maior crescimento do Brasil nas duas últimas eleições, e quando o governador do Estado prestigia o partido nomeando o seu presidente para um cargo importante de condução da política dentro do seu Governo”, afirmou Edvaldo Rosas.

Quando assumiu o comando estadual do partido em 2010, segundo Edvaldo, a legenda era modesta no Estado, contando apenas com três deputados estatuais, 13 prefeitos e 79 vereadores. Não tinha deputado federal, senador e muito menos governador.

“Hoje já temos 52 prefeitos e 339 vereadores. O PSB elegeu e reelegeu o companheiro Ricardo Coutinho e nesses oito anos que estou à frente do partido testemunhei também a eleição, em primeiro turno, com mais de 600 mil votos de diferença,  do governador João Azevedo. E ainda elegemos oito deputados estatuais, um federal e o primeiro senador na história do PSB paraibano”, relatou em seu favor o secretário estadual Edvaldo Rosas.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Tudo vai depender da situação de cada município”, diz Wilson Santiago sobre efeitos das mudanças eleitorais para 2020

Indicado pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, como o coordenador  no Nordeste  responsável pelas eleições municipais de 2020, o deputado federal paraibano e presidente estadual do PTB Wilson Santiago,…

Luciano Cartaxo leva “puxão de orelhas” em público de Damião durante encontro

Um encontro em Brasília entre o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) e bancada paraibana no Congresso Nacional, na última terça-feira (8),  resultou num puxão de orelha para o…