Embora já tenha manifestado publicamente o desejo de ver a manutenção da aliança entre o PSDB e o PSB, o prefeito Romero Rodrigues, tem deixado a impressão de que não pretende se envolver no pleito de 2014. No entanto, ele já começa a projetar 2014 e vislumbrar um novo cenário político com os tucanos na cabeça da chapa majoritária, o que representaria um rompimento com Ricardo Coutinho.

Romero que já descartou totalmente a possiblidade de disputar algum cargo nas eleições que se aproximam, começou a mudar o discurso e já admite acompanhar decisão de Cássio e Ruy sobre aliança com o PSB.

Para não contrariar o vice-governador Rômulo Gouveia, Romero disse que prefere não se envolver na decisão a ser tomada pelo partido em relação ao futuro. Tirando dos ombros essa responsabilidade ele disse que essa é uma tarefa da direção da legenda, na pessoa do deputado Ruy Carneiro e do senador Cássio Cunha Lima.

– O que eles decidiram eu assino em baixo. Eu estou preferindo me concentrar na questão administrativa – declarou ele.
Romero salientou que questões relacionadas ao processo eleitoral, devem ser discutidas somente ano que vem. Recentemente, o prefeito de Campina Grande e umas das lideranças tucanas na cidade defendeu a manutenção da aliança entre Cássio e Ricardo. Ele afirmou ainda que, a proposta do PSDB é manter a aliança com o governador Ricardo Coutinho.

– Há uma eventual possibilidade de manutenção da aliança com Ricardo. Pra essa manutenção precisa de mais diálogo entre as partes. Mas, não vou entrar nesse debate antecipado- declarou o prefeito.

Por diversas ocasiões Romero enfatizou que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que é seu primo, não deveria ser candidato em 2014. Romero disse que a boataria sempre começa quando se fala na legibilidade de Cássio ou quando algum caso semelhante ao do primo é julgado e o réu é absolvido.
Como Cássio aparece em primeiro lugar nas recentes pesquisas, Romero deu sinal de que pode voltar atrás, e defender a candidatura própria do tucano.

Os tucanos estão divididos na Paraíba. A ala liderada pelo deputado Ruy Carneiro e pelo senador Cícero Lucena defende a candidatura de Cássio. Já outra corrente, é a favor da manutenção da aliança do PSDB com o PSB de Ricardo Coutinho.

PBAgora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bolsonaro dá a largada para a privatização de nove estatais; veja lista

O governo deu início ao processo de privatização dos Correios, mas o procedimento de venda da holding, com começo imediato das discussões no Congresso — como era a expectativa —,…

Vereador alerta para o risco de desabamento de prédio em CG e cobra atuação dos órgãos de fiscalização

Quem nunca se pegou “apreensivo” ao passar perto de uma obra e ter medo de que algo caia lá de cima que atire a primeira pedra. Isso é mais comum…