Por pbagora.com.br

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), entrou na reta final para decidir quem será o candidato do grupo que irá disputar a sucessão na Rainha da Borborema para dar continuidade aos seus oito anos de gestão. A expectativa é de que na primeira quinzena de agosto o martelo seja batido, no entanto, ele aconselha que, quem não for indicado, não deve esmorecer.

Romero lembrou, inclusive, que por três vezes tentou ser candidato e nas duas que não foi escolhido não fez corpo mole. “Não vejo razão para mais de uma candidatura. É preciso se despir da vaidade. Disputei a possibilidade de ser candidato a prefeito três vezes. E nas duas vezes que não consegui ninguém me viu com corpo mole ou de cara feia”.

No tocante a defesa do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, ao nome do ex-deputado Bruno Cunha Lima (PSD), Romero considerou compreensível. “Seria uma insanidade da parte dele defender um nome de outro partido. Ele fez o que é correto partidariamente, mas eu tenho toda autoridade (partidária) para decidir, sob qualquer aspecto. Se eu limitasse a escolha ao meu partido, já estaria decidido. Mas temos bons quadros em outros partidos”.

Romero deu a entender que o atraso na escolha é justamente por conta do impasse existente entre Tovar, Ludgério e Bruno, que não acenam para declinar da postulação. Para ele, se houvesse um entendimento entre os dois, o anúncio sobre a escolha já teria acontecido, antes mesmo do resultado das pesquisas.

“Falta um procurar o outro. E não faltaram conselhos de minha parte. São muito jovens. É fácil conseguirem se entender em torno de um projeto comum. Não vejo problema para isso. Seria bom, antes da conclusão dessas pesquisas, porque já anteciparíamos esse anúncio”, ressaltou.

Já sobre a ocupação da vaga do vice, partidos como PP e PSC figuram entre as opções, mas, a preço de hoje, há uma prevalência do PP com o nome de Lucas de Ribeiro.
“É legítima a reivindicação do Progressistas, que já ocupa a vaga (com Enivaldo Ribeiro)… É também legítima a postulação do PSC… A gente vê uma prevalência do PP. Lucas Ribeiro (atual vereador), ao que me consta. É importante que um candidato tenha e demonstre vontade, tenha paixão e amor (…) Dalton Gadelha é um nome extraordinário (…) Pedro (Cunha Lima) tem que se apresentar, se existe essa pretensão”, ressaltou.

As declarações de Romero foram dadas em entrevista ao colunista Arimatéa Souza na Rádio ´Caturité FM´.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Após Luiz Couto anunciar apoio a RC, Giucélia minimiza: “Ninguém perde o que não tem”

Nesta sexta-feira (23), apóso ex-deputado Luiz Couto (PT) participar de live ao lado do ex-governador e candidato à PMJP, Ricardo Coutinho (PSB), a presidente do PT em João Pessoa, Giucélia…

Juiz nega agravo da Nacional do PT contra candidatura de Anísio

  O juiz federal Rogério Roberto Gonçalves de Abreu, da Justiça eleitoral, negou agravo de instrumento da Executiva Nacional do PT nacional que solicitava a reforma da decisão do juiz…