O deputado Romero Rodrigues (PSDB) disse, nesta quinta-feira, que o secretário Marcos Ubiratan, das Finanças do Estado, não está tendo o menor
escrúpulo em mentir no tocante aos números encontrados pela equipe econômica do governador José Maranhão. “É lamentável que, no intuito de criar a ilusão
para a opinião pública de que o cofre do Estado está combalido, o governo empossado pelo TSE manipule os dados que estão escancarados para qualquer
paraibano confirmar o equilíbrio financeiro deixado pelo governador Cássio Cunha Lima.”, atacou Rodrigues.

Em matéria divulgada pela assessoria da Secretaria de Finanças nesta quarta-feira, Marcos Ubiratan garante que o governo de Cássio deixou um
“rombo” de R$ 3,6 milhões nas contas do Estado. “Nada mais falacioso” denunciou Romero Rodrigues, ex-secretário-chefe da Casa Civil. Segundo o
deputado tucano, estão disponíveis dados do extrato do Banco Real (não incluídas eventuais aplicações no Banco do Brasil), o saldo do tesouro ao
final do dia 17 último era de R$ 210 milhões.

Desse total, Romero observa que, deduzindo-se tudo que está disponibilizado para outros poderes e Universidade Estadual da Paraíba, além dos restos a
pagar nas fontes 00, 01, 03 e 10, houve uma disponibilidade líquida de R$ 95 milhões nos cofres do Estado. De acordo ainda com relatório que o deputado
do PSDB disponibilizou através de seu gabinete, até o final do mês o Estado deve arrecadar cerca de R$ 130 milhões líquidos (tesouro), R$ 20 milhões
(Fundeb) e R$ 1,5 millhões do Fundo de Pobreza.

Para Romero Rodrigues, não tendo a grandeza de reconhecer o grande trabalho de ajuste fiscal realizado por Cássio Cunha Lima ao longo de sua gestão, o
Governo Maranhão parte para “vergonhosa manipulação de dados”, sendo o mais irônico nisso tudo um aspecto, segundo o deputado: a situação financeira
encontrada por Cássio, quando assumiu em 2003, era exatamente o oposto do atual momento. “Um verdadeiro caos, a Paraíba lembra bem: pouco mais de R$ 3 milhões em caixa para se enfrentar compromissos a curto prazo na ordem de R$ 960 milhões”.

Antevendo que o atual mandato tampão do governador José Maranhão empenhará bastante energia para “mentir, enganar e distorcer os fatos”, Romero
Rodrigues assegura que a bancada de oposição na Assembléia Legislativa estará atenta para desmontar cada cavilação criada pela atual gestão. “O
povo da Paraíba sabe bem quem sempre promoveu a transparência, equilíbrio fiscal e ajuste de um Estado que recebeu em situação financeira deprimente”,
destaca o tucano, assegurando por fim que, em qualquer área do serviço público, a administração anterior foi muito superior e bem-sucedida.
 

 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Quando chegar a hora de dizer com quem vou ficar, eu vou dizer”, avisa Hervázio

Deputado estadual licenciando e atual secretário de Esportes do Governo da Paraíba, o socialista Hervázio Bezerra (PSB) lamentou, durante entrevista na tarde desta segunda-feira (19), o clima de crise que…

IMPASSE: Cida Ramos vê futrica em tese de rompimento no PSB

A tese de rompimento entre o governador João Azevêdo (PSB) e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) por conta do impasse envolvendo o PSB paraibano foi eliminada pela deputada estadual Cida…