Roberto Cavalcanti Ribeiro assumiu na tarde da quarta-feira (18) o mandato de senador, pouco depois de ser lida em Plenário a carta de renúncia do senador José Maranhão (PMDB-PB), que assumiu o posto de governador da Paraíba, após a cassação, pelo Tribunal Superior Eleitoral, do mandado do governador Cássio Cunha Lima.

A assessoria do gabinete de Maranhão entregou à Mesa do Senado a documentação do primeiro suplente Roberto Cavalcanti que, por já ter assumido o mandato em 2006, durante licença do titular, não precisou ler novamente o juramento em Plenário.

Cavalcanti comunicou ao Plenário sua filiação ao PRB, desfalcando o PMDB, ao qual é filiado José Maranhão. O PMDB continua sendo o maior partido do Senado, com 22 integrantes. O PRB agora tem dois senadores – o outro é Marcelo Crivella (RJ).

Pernambucano de Recife, o empresário Roberto Cavalcanti Ribeiro estabeleceu-se na Paraíba, onde dirige o Sistema Correio de Comunicação, o qual detém uma emissora de televisão (filiada à Rede Record) e o jornal Correio da Paraíba.

Durante os 120 dias que exerceu o mandato à época das eleições de 2006 (José Maranhão licenciou-se para disputar o governo da Paraíba), Roberto Cavalcanti fez discursos reivindicando da Petrobras investimentos em perfuração na plataforma continental paraibana. Ele defendeu ainda, por várias vezes, melhorias no aeroporto de João Pessoa. Participou, como titular, das Comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), de Educação (CE), de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR).

Roberto Cavalcanti cumprirá mandato até o dia 1º de fevereiro de 2011.
 

 

Agência Estado

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Volta do São João de Patos causa polêmica na Câmara Municipal

Uma polêmica deve entrar em votação nesta quinta-feira (30), na Câmara Municipal de Patos, trata-se do projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que autoriza a abertura de um…

Presidente do PSOL-PB revela estratégias da sigla para as eleições deste ano

Tentando se divergir dos demais partidos a nível nacional e estadual o atual presidente estadual do PSOL, Tárcio Teixeira, pretende formular pré-candidaturas as eleições deste ano, com base na sua…