Na manhã desta terça-feira (13), o governador Ricardo Coutinho (PSB) falou a respeito da sua preocupação com a segurança hídrica na Paraíba e as medidas que a sua gestão está tomando para tentar trazer segurança para a área no Estado.

Entre elas está o pedido para que a Assembleia Legislativa autorize para que a gestão estadual contrate empréstimos, com garantia da União, junto ao Banco Mundial de mais de US$ 183 milhões o que corresponde a cerca de R$ 700 milhões.

De acordo com Ricardo o empréstimos seria a continuação de todo um projeto para tornar a Paraíba um Estado com segurança hídrica e culpou a perseguição política pela dificuldade de realizar o empréstimo, apesar das condições que o estado tem de pagar.

"Infelizmente nós não pudemos fazer esse empréstimo, apesar da Paraíba ter toda condição, nós não pudemos realizá-lo em função da perseguição que o Estado foi vítima. Depois que uma presidente foi derrubada, o Estado passou a ser visto como meio que inimigo da federação, ou do poder federal”, disse, complementando:

"Mesmo equilibrado, com umas das menores referências entre dívida pública e receita corrente liquida; mesmo pagando em dia suas contas, mesmo com capacidade de endividamento, foi negado ao estado exatamente a condição de contrair financiamento” pontuou.

Apesar do desabafo, Ricardo garantiu que deixará 'a casa arrumada' para o próximo gestor estadual.

“Estamos preparando tudo para que o próximo governo consiga se livrar dessa opressão, perseguição, que se instaurou no Brasil e dê continuidade a todo esse projeto de segurança hídrica que eu consegui implantar” complementou.

.

PB Agora

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian diz que informação sobre lista negra de Bolsonaro é ‘fake news’ e critica jornal

O deputado federal Julian Lemos, após o Jornal O Globo afirmar que ele estaria ‘numa lista negra’ do presidente da República Jair Bolsonaro, afirmou que a informação é uma ‘fake…

Presidente da Aesa descarta volta do racionamento em Campina Grande

Apesar da queda no volume de água no Açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa),…