Após o PB Agora noticiar que alguns empresários de João Pessoa estão enfrentando uma verdadeira via crucis  para conseguirem atendimento direcionado à ativação das empresas e emissão de notas avulsas na Prefeitura Municipal de João Pessoa, o pré-candidato Raoni Mendes declarou que essa é uma prova de que a máquina pública na Capital paraibana estaria funcionando apenas em favor das eleições.

De acordo com o político a PMJP possui cerca de 18 mil servidores entre comissionados e prestadores e mais de 10 mil efetivos e que com esse quadro, o cidadão encontrar dificuldade em, apesar da covid-19, encontrar auxílio dos órgão necessários para abrir uma empresa, mostra que na verdade os setores da administração municipal não estariam funcionando da forma adequada.

Confira:

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PT desiste de candidatura própria em CG, mas deve indicar vice na chapa de Falcão

Com 22 votos a 12 -, o diretório municipal do Partido dos Trabalhadores em Campina Grande deliberou, neste domingo, em reunião virtual, não lançar candidatura própria a prefeito de Campina…

Disputa acirrada: enquete aponta RC e Cícero polarizando corrida rumo à PMJP

Com a data das eleições, apesar de terem sido adiadas, se aproximando, a rádio Arapuan FM decidiu fazer uma enquete com 100 ouvintes para saber qual a opinião do pessoense…