Por pbagora.com.br

    Não sei, mas pareceu-me sintomático o pedido de audiência feito pelo ex-secretário Ruy Carneiro, ligadíssimo ao senador Cícero Lucena, ao governador Maranhão. Ok, a pauta divulgada é puramente técnica, os interesses parecem mesmo ser “maiores”, quer dizer, a preocupação seria com os atletas e todos os que lidam diretamente com os esportes. Nada de política.

    No mesmo dia em que Ruy anuncia esse pedido de audiência, o senador Cícero Lucena dá entrevista à TV O Norte dizendo não acreditar numa tão propalada aliança entre o ex-governador Cássio e o prefeito Ricardo Coutinho. Disse até que vai conversar com cada liderança e, se for necessário, utilizará o conselho de ética do PSDB.

    Ao mesmo tempo, sobram rumores de que Cícero poderia até mesmo se aproximar de José Maranhão o que, particularmente, eu não creio. Mas esse gesto de Ruy, por mais altruísta que possa parecer, reforça os comentários nesse sentido. Seria esse justamente o sentido da audiência? Provocar um tititi?

    Há quem aposte que Cícero esteja arrependido de ter oferecido a presidência do partido ao ex-governador Cássio. Eu, pelo contrário, acredito que até mesmo ele insista na tese justamente para minar essa tendência pró-Ricardo de vários tucanos. É que o movimento tem crescido tanto que, para estancar essa sangria, talvez seja necessário agir de forma mais contundente e preventiva. Falar em acionar o Conselho de Ética é sinal de que Cícero está disposto a isso. Oferecer a presidência do partido, mostrando que confia totalmente no amigo Cássio, também.

    É cedo, tanto para Ricardo quanto para Cássio, adiantar qualquer decisão sobre uma possível união de forças para derrotar o inimigo maior. Pra que antecipar, se nem mesmo Ricardo rompeu oficialmente com Maranhão?

    E, afinal, quem é que precisa mais de quem? Cássio precisa mais de Ricardo ou Ricardo precisa mais de Cássio e da força de Campina Grande para tocar seus planos de governar o Estado?
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Enivaldo acena para herança familiar como solução política em CG

No Brasil a herança familiar é fundante da política, definindo a composição do poder governamental e parlamentar em suas várias instâncias. Na Paraíba, além de ter o filho Aguinaldo Ribeiro…

Efraim Filho: consenso é mudar sistema tributário

Líder defende período de transição entre modelo atual e o que está por vir Líder do Democratas na Câmara, Efraim Filho (PB) considera que já existe um consenso de que…